Recreio
Corpo Humano / Alimentação

Tomar muito café faz mal à saúde?

A cafeína também pode causar problemas se consumido em excesso. Saiba mais!

Letícia Yazbek Publicado em 28/05/2021, às 15h00 - Atualizado às 16h11

Imagem ilustrativa de uma xícara de café - Pixabay
Imagem ilustrativa de uma xícara de café - Pixabay

O café surgiu na Etiópia, no século 9, e espalhou-se pelo mundo por meio do Egito e da Europa. Produzido a partir dos grãos torrados do fruto do cafeeiro, chegou ao Brasil em 1727, em Belém (Pará), trazido da Guiana Francesa pelo sargento-mor Francisco de Melo Palheta, a pedido do governador do Maranhão (tudo por ter grande valor comercial na época).

Hoje, é consumido em grande parte do Brasil e tem benefícios comprovados – traz disposição, melhora o sistema respiratório, previne doenças e estimula a capacidade de aprendizado. Mas o café deve ser consumido com moderação!

Não exagere!

O consumo excessivo de cafeína, composto químico presente no café, pode causar dor de estômago, tremores ou insônia. Nos casos mais graves, podem aparecer sintomas como tontura, diarreia, aumento dos batimentos cardíacos, dor no peito e dificuldade para respirar. Ansiedade, irritabilidade e nervosismo também são comuns.

O melhor é evitar consumir a bebida se você sofre de gastrite, insônia ou problemas cardiovasculares. A dose máxima de cafeína recomendada por dia é de 400 mg – o equivalente a 600 ml de café.

Em crianças, o consumo de café deve ser ainda mais controlado. Não há problema em tomar uma xícara de café pela manhã, por exemplo, mas é necessário observar o consumo total de cafeína, que também está presente em alimentos como refrigerantes e doces.