Recreio
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio
Zoo / Animais

Além da minhoca: 8 animais que vivem embaixo da terra

Conheça um pouco mais sobre esses bichos que conseguem viver sob a superfície

Lucas Vasconcellos Publicado em 07/05/2021, às 12h00 - Atualizado em 15/05/2022, às 08h00

Minhoca em seu habitat natural - Pixabay
Minhoca em seu habitat natural - Pixabay

Algumas espécies de animais terrestres têm características físicas adaptadas para ambientes subterrâneos e cavam os próprios buracos para se defender de predadores — pois, em geral, são pequenas. No meio de tanta areia e terra, encontram alimentos, proteção contra as temperaturas externas e refúgio para os filhotes. Além disso, fazem bem ao ambiente, ajudando a fertilizar o solo (deixam excrementos e restos de materiais orgânicos ali).

1. Minhoca

Enquanto se alimenta, come terra, mas só aproveita o material orgânico e elimina a areia. Ela vive nos solos de todo o mundo, e se alimenta de animais mortos e vegetação. A minhoca tem cerca de 15 centímetros de comprimento, e seu corpo é formado por anéis — em uma extremidade fica a boca e na outra o ânus. A respiração é feita pela pele.

2. Escaravelho

Também conhecido como besouro-do-esterco, esse inseto usa o subsolo como esconderijo, cavando túneis, e tem esse nome porque enrola uma bola de excremento de animais, como dos cavalos. Quando termina de fazer a bola, enterra o material num buraco para comer. O escaravelho vive em todo o mundo, se alimenta de fezes e mede cerca de 4 centímetros. Na época da reprodução, o macho e a fêmea se juntam para fazer outra bola e colocam os ovos nela — assim, quando nascem, os filhotes já têm comida.

3. Caracol

Embaixo da terra, fica escondido em locais úmidos e com pouca luz — precisa desse esconderijo para não morrer desidratado. O caracol também vive em todo o mundo, e se alimenta de minhocas, lesmas e plantas. Esse animal tem até 12 centímetros de comprimento. A concha é o esqueleto e externo do caracol, e representa um terço do peso total dele. Como não tem audição, usa o tato e o olfato para sobreviver.

4. Formiga

Constrói ninhos no subterrâneo com galerias e salões — os espaços são destinados para armazenar alimentos e também servem como berçário para os ovos. Ela vive no mundo todo, exceto nos polos Norte e Sul — só no Brasil são mais de 2.000 espécies! As formigas se alimentam de folhas, néctar de flores, frutos e alimentos doces. Quando novas colônias são formadas, uma ou mas rainhas migram, acompanhadas de operárias.

5. Grilo de Jerusalém

Na terra, depositam os ovos, que permanecem ali até o nascimento dos filhotes. Essa espécie vive no oeste dos Estados Unidos, costa do Pacífico e México. Ela se alimenta de vegetais e mede até 5 centímetros. Esse inseto tem as costa preta e laranja, possui mandíbulas fortes para cavar e pernas que, ao seres esfregadas, produzem um barulho parecidoc om o dos intrumentos de percussão.

6. Tatu

Cava buracos no solo usando as unhas fortes e afiadas. Fica dentro dela o dia todo e só sai à noite para procurar alimentos. Um ou mais tatus habitam uma mesma toca cavada na terra. O tatu vive em todo o continente americano, se alimenta de formigas, cupins, besouros, larvas, vegetais e frutos. Ele mede até 70 centímetros de comprimento.

7. Cobra-cega

É um animal fossorial, ou seja, vive praticamente só embaixo da terra, caçando comida. A cobra-cega vive na América do Sul, se alimenta de minhocas, larvas e insetos, e tem até 60 centímetros de comprimento. Apesar do nome cobra, não é uma espécie de serpente. Trata-se de um anfíbio sem patas — a palavra cega se deve aos olhos atrofiados. Localiza as presas pelo olfato ou pela percepção das vibrações no solo.

8. Toupeira

O abrigo dela, embaixo da terra, tem o tamanho de uma bola de futebol e é forrado com capim e folhas secas. Vive na América do Norte, Europa e Ásia. A toupeira se alimenta de minhocas, lesmas e larvas de insetos, e tem cerca de 15 centímetros de comprimento. Ela mantém um estoque de comida fresca. Para isso, tira a cabeça do alimento com uma mordida e paralisa o corpo com a saliva venenosa. Em seguida, tranca as vítimas num buraco.