Quem foram os samurais?

Descubra quem foram esses guerreiros, que existiram por séculos no Japão

sábado 30 novembro, 2019
Foto:Getty Images

Samurais foram guerreiros japoneses que viveram durante o período conhecido como xogunato, uma ditadura feudal que durou entre os anos 1100 e 1867. Eles eram responsáveis por defender as terras dos senhores feudais e proteger o imperador do Japão. Em japonês, a palavra samurai significa aquele que serve.

Função antiga

Notícias Relacionadas

Quando surgiram, os samurais tinham a função de coletar os impostos. Eles precisavam ser corajosos e determinados para enfrentar os camponeses quando fosse necessário. Por volta do século 10, surgiu o termo samurai, e os guerreiros assumiram tarefas militares. Entre os séculos 12 e 14, eles ganharam importância e se tornaram soldados de grande importância na sociedade. A partir do início do século 17, o título de samurai começou a ser passado de geração a geração.

Código de honra

Qualquer cidadão poderia se tornar um samurai. Para isso, era preciso se preparar desde cedo, recebendo treinamento em artes marciais com os mestres mais experientes. Os novatos também aprendiam a ser fiéis ao Bushido, um código de honra que ditava como deveria ser a vida de um samurai. Segundo esse código, um samurai devia ter virtudes como justiça, coragem, honra, lealdade e patriotismo. Também era necessário ser respeitado pela comunidade e conquistar a simpatia de um senhor feudal.

Vida agitada

O dia a dia desses guerreiros era cheio de atividades: além de praticar as artes marciais, eles estudavam estratégias de guerra, literatura, filosofia e matemática. Também aprendiam a usar arco e flecha, lanças, bastões, espadas e outras armas usadas em combate. Entre os séculos 15 e 16, muitos samurais aproveitaram as experiências militares e as qualidades que adquiriram para administrar negócios nas áreas de comércio e agricultura.

Armadura especial

As roupas deles deveriam impor respeito e facilitar os combates. Eram calças largas (hakamas), que davam mobilidade e impediam que o oponente visse a posição das pernas do guerreiro. Além disso, a veste (kimono) era feita de seda, um tecido leve e confortável. Os samurais também podiam usar armaduras feitas de couro ou metal, com detalhes que variavam de acordo com a época e o nível de experiência. A armadura protegia o corpo e garantia a liberdade de movimento. A máscara ainda assustava os inimigos.

O fim!

Em 1867, o xogunato foi derrubado por uma revolução comandada pelo imperador Meiji, que retomou o poder do país, provocando muitas mudanças políticas e sociais. Com o fim do feudalismo, os samurais perderam importância. Aí, foram substituídos por um exército nacional e deixaram de existir. Em 1870, até ocorreu uma revolta de samurais, mas ela foi reprimida pelo exército.

Elas também!

Muitas mulheres eram samurais! Conhecidas como onna-musha, recebiam treinamento em artes marciais e estratégias de guerra para proteger a casa e a família. As mulheres também participavam de batalhas ao lado dos homens, usando armas como a naginata (lança com uma lâmina curvada na ponta).

 


Consultoria: Francisco Sato (autor do álbum A Filosofia do Samurai na Administração Japonesa, e dos livros História do Japão em Mangá e Banzai – A História da Imigração Japonesa).

Letícia Yazbek
Leia Mais:

Assine e Ganhe

FAMOSOS

  1. 1 Nem sempre os livros contam histórias inventadas. Confira cinco sugestões de obras baseadas em fatos reais 5 livros sobre histórias reais
  2. 2 Qual é a importância da música na nossa vida?
  3. 3 Quando usar mais e mas?
  4. 4 5 livros sobre a felicidade
  5. 5 A poluição do plástico no meio ambiente