Recreio
Viva a História / História

Onde estão os índios hoje?

Muita coisa mudou desde a chegada dos colonizadores ao nosso país. Confira como os índios vivem hoje no Brasil!

Redação Publicado em 29/03/2022, às 18h38 - Atualizado em 19/04/2022, às 11h30

Imagem ilustrativa - Getty Images
Imagem ilustrativa - Getty Images

Brasil afora

Hoje, os índios representam 0,47% da população brasileira. São aproximadamente 900 mil pessoas, vivendo em cerca de 240 tribos. Entre eles, mais de 500 mil moram em aldeias que ficam em áreas rurais, localizadas em mais de 700 terras reservadas para a população indígena. No entanto, cerca de 300 mil estão fora desses locais, em áreas urbanas.

As terras reservadas para a população indígena são muito importantes para manter a cultura desse povo. Elas impedem que a região seja explorada, o que prejudicaria a natureza e as tribos que vivem lá.

As maiores terras indígenas estão na Amazônia, mas, com exceção do Piauí, todos os estados brasileiros têm reservas.

Como os ancestrais

Algumas tribos, longe da influência das grandes cidades, ainda vivem de acordo com a cultura indígena do século 16. A maioria desse tipo está isolada na região da Amazônia e nunca entra em contato com a cultura em que vivemos. Eles vivem da caça, pesca e agricultura, não usam roupas, falam as línguas nativas e dormem em redes dentro de ocas comunitárias. Ainda usam cocares, lanças, arcos e flechas (feitos a partir da natureza), e constroem canoas para o transporte.

Que mistura!

Mas a maioria das tribos atuais apresenta uma mescla entre a cultura indígena e a das cidades. Em muitas delas, os índios continuam produzindo o próprio alimento, fazendo festas e celebrações religiosas. No entanto, usam roupas como as outras pessoas e, em alguns casos, vivem em casas com luz elétrica. Eles falam línguas nativas e o português.

Saúde e educação

Em alguns grupos, as crianças indígenas frequentam escolas, mantidas nas aldeias pela Funai (Fundação Nacional do Índio), que não fazem parte da cultura indígena. Além disso, quando alguém fica doente, o pajé faz o primeiro tratamento, mas, se o caso for grave, o índio é levado para um hospital.

Tempos modernos

Existem organizações que levam tecnologia às aldeias, com o objetivo de aproximar as duas culturas. Por isso, muitos índios têm celular, computador, câmera fotográfica e eletrodomésticos.

Nos centros urbanos

Os índios que vivem em cidades têm uma vida mais parecida com a nossa. Eles convivem com outros grupos sociais, moram em casas e apartamentos, trabalham e frequentam todos os espaços, como hospitais, escolas e shoppings. Em algumas cidades, como Manaus (Amazonas) e São Paulo (São Paulo), os índios têm movimentos organizados. Assim, conseguem se encontrar e manter algumas tradições, como os rituais religiosos.

O mapa indígena

Descubra onde estão as principais tribos que habitam o Brasil atualmente

Tikuna: Maior tribo amazônica, com mais ou menos 36 mil pessoas, vive principalmente na região oeste do estado do Amazonas, perto da fronteira com o Peru e a Colômbia, em aldeias ao longo do Rio Solimões. No total (somando a população Tikuna do Peru e da Colômbia), são mais de 50 mil pessoas.

Yanomami: É a tribo com o maior território dentro do nosso país: habita parte das florestas e montanhas do norte da Amazônia, ocupando 9,6 milhões de hectares (isso equivale a duas vezes o tamanho da Suíça). São cerca de 20 mil pessoas que vivem isoladas.

Guarani: É a tribo mais numerosa, com mais de 50 mil índios nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Grande parte das terras guarani foi roubada e transformada em fazendas nos últimos 100 anos. Hoje, as reservas estão superlotadas. Alguns não têm terra e vivem acampados na beira de estradas.

Xavante: Moram em casas enfileiradas, em formato de semicírculo, em cerca de 70 aldeias nos estados do Mato Grosso e Goiás. Costumam pintar o corpo de preto e vermelho, e usar uma gravata de algodão nas cerimônias religiosas. Hoje, há cerca de 15 mil deles.

Potiguara: Estão na mesma área que os antepassados habitavam no século 16: Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba. São cerca de 10 mil índios, que caçam, pescam e praticam a agricultura. Ainda se comunicam na língua nativa, mas sabem falar português.

Tupinambá: No século 16, ocupavam uma grande área no litoral da Bahia. Hoje habitam algumas terras no sul baiano, perto de Ilhéus. São cerca de 3 mil índios em pequenas unidades familiares, localizadas no litoral e na região ocupada pela Mata Atlântica.

Kaingang: Também é uma das mais numerosas do país, com mais ou menos 35 mil índios. Eles estão divididos em cerca de 30 reservas nos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Kayapó: Vivem em regiões no Mato Grosso, Goiás e Pará, em áreas cobertas por floresta. Os kayapó habitam aldeias espalhadas pela beira de rios e sobrevivem, principalmente, da agricultura. No Brasil, há cerca de 10 mil deles.