Recreio
Zoo / Curiosidade

Mais da metade dos brasileiros come carne de tubarão sem saber; entenda

Também conhecida como carne de cação, essa alimentação põe em risco a preservação dos animais

Redação Publicado em 25/08/2021, às 11h49 - Atualizado às 12h01

Mais da metade dos brasileiros come carne de tubarão sem saber; entenda - Pixabay
Mais da metade dos brasileiros come carne de tubarão sem saber; entenda - Pixabay

Vaca, galinha e peixe são alguns dos animais normalmente consumidos na culinária do Brasil, correto? Mas, e se a gente contar que o tubarão também faz parte da dieta brasileira? O Brasil é o maior importador e consumidor de carne de tubarão do mundo, comendo 45 mil toneladas do peixe por ano. Contudo, apesar de ser algo tão comum, sete em cada 10 brasileiros não sabem que comem o animal!

Quem chegou a essa informação foi a Blend, uma agência independente de pesquisa, que foi comissionada pela Sea Shepard Brasil. Para fazer o trabalho, 5 mil brasileiros espalhados por todo nosso território foram entrevistados e os detalhes desse levantamento foram divulgados pela BBC. 

Como assim comemos tubarão?

Se essa for sua pergunta, a resposta é simples: a carne de tubarão não é vendida com esse nome, mas sim como "carne de cação". A procura por esse alimento se dá por inúmeros fatores, como os preços atraentes ou a falta de políticas públicas no país. Mas o principal ponto, segundo explicam as pesquisadoras Bianca Rangel e Nathalie Gilem entrevista à BBC News Brasil, é a “falta de rotulagem adequada”. 

E o problema nisso é que, por a procura ser tão grande, a caça acaba extrapolando os limites e colocando em risco os tubarões. De acordo com um artigo publicado na revista Nature, em janeiro deste ano, a população de tubarões e arraias diminuiu em 71% nas últimas cinco décadas, enquanto a pesca predatória deles aumentou cerca de 18 vezes.  

Tem algum problema em comer isso?

Sim! Segundo as pesquisadoras, como o tubarão está no topo da cadeia alimentar, a toxidade de sua carne é maior. “Ou seja, existe um risco à saúde para quem come tubarão. E o pior: sem saber disso", explica Nathalie

No corpo desses tubarões há o acúmulo de metais pesados, como o mercúrio e o arsênio. De acordo com a BBC, quando essa carne é consumida em grandes quantidades, as substâncias podem acarretar em problemas cerebrais. 

Existe alguma solução?

A solução apontada pelas pesquisadoras pode partir do governo brasileiro, que deveria informar que cação pode “se referir à carne de tubarão”. Além disso, outra saída é a rotulagem de produtos com seus nomes científicos, para que a população entenda melhor o que está comprando.  

"Como resultado de tais mudanças, a demanda provavelmente diminuiria, limitando o mercado de tubarões com barbatanas removidas ilegalmente (...) Por causa do papel descomunal do Brasil no comércio global de tubarões, essas mudanças podem melhorar muito os esforços de conservação", completam.