Recreio
Natureza / Fenômenos

Arco-íris: Entenda como esse fenômeno é formado!

Repleto de cores, o arco-íris ganha suspiros de todos quando aparece. Saiba com funciona!

Lucas Vasconcellos Publicado em 26/12/2020, às 02h00 - Atualizado às 03h28

Imagem ilustrativa de um arco-íris - Pixabay
Imagem ilustrativa de um arco-íris - Pixabay

O arco-íris é resultado de um efeito ótico que ocorre quando a luz solar entra em contato com gotículas de água que se formaram com a chuva. Mas, para que o arco-íris seja visto, é preciso que o Sol esteja posicionado atrás de você. Por isso, é mais fácil observar esse fenômeno perto do nascer ou do pôr do Sol, por exemplo.

Só parece mágica...

A luz solar é branca, formada pela união das sete cores dos raios solares, que podem ser vistas em um arco-íris (vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta). Quando os raios solares passam por dentro de gotículas de água que estão no ar (por causa de uma chuva), eles mudam de direção, em um efeito chamado de refração. Isso faz com que a luz se divida nas sete cores do arco-íris, que vemos no céu.

Ordem certa

As sete cores sempre ficam na mesma ordem, pois cada uma delas tem um comportamento diferente. Por exemplo: o vermelho está sempre na parte superior, pois se espalha mais rápido do que as demais cores. Já o violeta fica na parte inferior, por ser a cor que se propaga mais lentamente.

Onde está?

Não é possível ver um arco-íris toda vez que chove e há Sol porque mais condições são necessárias para que ele fique visível. Por exemplo: você deve estar na hora certa e no lugar certo, em um ângulo de cerca de 42 graus em relação ao arco-íris.

O arco-íris some quando não há mais gotículas de água suspensa no ar e quando e o ângulo da luz do sol (que passa pelas gotículas) muda.

Consultoria: Celso Molina (professor do Laboratório de Materiais Híbridos da Unifesp/Diadema) e Patrícia Vieira (técnica em meteorologia da Somar Meteorologia).