Como ocorreu a descoberta das estátuas de Pompeia?

Após a trágica erupção do Monte Vesúvio no ano de 79, mais de duas mil pessoas foram mortas onde muitas permanecem petrificadas até os dias atuais

Alana Sousa e Pamela Malva Publicado quinta 29 outubro, 2020

Após a trágica erupção do Monte Vesúvio no ano de 79, mais de duas mil pessoas foram mortas onde muitas permanecem petrificadas até os dias atuais
Pessoas petrificadas encontradas em Pompeia - Wikimedia Commons

A erupção do Vesúvio é até hoje lembrada como uma das maiores catástrofes ambientais da História. No ano de 79, o Monte Vesúvio, localizado na Itália, entrou em erupção e destruiu as antigas cidades de Pompeia e Herculano, matando cerca de duas mil pessoas e deixando mais de dez mil desabrigadas.

As mortes foram a parte mais significante da tragédia. Foram mais de cem anos de descobertas de esqueletos. O primeiro sendo datado de 1777, e em 1980, foram encontrados 332 restos mortais, em Herculano.

A primeira descoberta

O primeiro achado foi feito por acaso, no século 18. Trabalhadores que construíam um palácio para o rei Bourbon se depararam com a ossada bem preservada de uma jovem. Logo, mais esqueletos foram sendo localizados.

++Leia a matéria completa no site Aventuras na História, parceiro da Revista Recreio.

Último acesso: 14 Apr 2021 - 02:36:09 (1101336).