Recreio
Zoo / Animais

Os segredos da onça-pintada

Conheça as incríveis habilidades da onça pintada e saiba mais sobre esse felino

Maria Carolina Cristianini Publicado em 06/05/2022, às 19h00

Onça em seu habitat natural - Pixabay
Onça em seu habitat natural - Pixabay

Capaz de se disfarçar na mata, andar com leveza, escalar árvores altas e atravessar rios, a onça parece ter os poderes de invisibilidade de um guerreiro ninja.

Ela usa todas essas habilidades para caçar e se proteger. Costuma ser mais ativa quando o Sol se põe e pode caçar à noite, pois enxerga bem no escuro e tem audição e olfato aguçados.

Como tem pernas curtas, ela não corre. Se esconde, segue a presa sem ser percebida e ataca saltando de um galho no meio da mata de repente, com uma mordida mais forte do que a maioria dos felinos.

Sem medo de água

As onças-pintadas vivem sozinhas, quase sempre perto de rios, onde nadam e encontram água e comida.

Na época do namoro, os machos soltam urros para chamar a atenção das fêmeas. Depois do encontro, nascem até quatro filhotes.

Os bebês ficam com a mãe e logo começam a acompanha-la nas caçadas. Na brincadeira, descobrem como obter comida e identificar perigos. Aos poucos perdem o medo da água e aprendem a nadar. Depois de mais ou menos 2 anos, estão prontos para viver sozinhos.

Bichos diferentes

A onça-pintada e o leopardo são espécies diferentes. Para identifica-los, preste atenção nas pintas: as da onça parecem um anel com um ponto no meio. As do leopardo não têm bolinhas no meio. Além disso, as onças são maiores e só existem nas Américas, enquanto os leopardos moram na África e na Ásia.

Outras curiosidades

1. As pintinhas ajudam na camuflagem

2. O corpo é musculoso e forte

3. As pernas não são longas

4. As garras retráteis se projetam para capturar as presas

5. Almofadinhas debaixo das patas abafam o som dos passos

6. A cauda ajuda a manter o equilíbrio nos saltos

7. Os ouvidos captam qualquer ruído na mata

8. A visão é bem desenvolvida e funciona bem mesmo à noite

9. Ela é capaz de farejar as presas a distância

10. Os bigodes são sensíveis e captam vibrações no ambiente

11. Os dentes afiados e a mandíbula forte garantem uma mordida poderosa

12. Ela nada bem e é capaz de atravessar rios de até 1 quilômetro de largura para pescar