Recreio
Viva a História / História

Como eram as aldeias vikings?

Descubra como funcionavam as moradias dos guerreiros nórdicos

Redação Publicado em 07/05/2020, às 19h01 - Atualizado às 19h35

Capacete Viking - Pixabay
Capacete Viking - Pixabay

Localização ideal

As vilas ficavam perto do mar (bom para a pesca e para sair em aventuras), em locais com muitas árvores – a madeira era usada em construções e para fazer lenha.

Movimento!

As ruas eram agitadas, com casas próximas umas das outras. Havia mercados para a venda de comida, tecidos e utensílios em geral.

De olho na comida

Havia cultivo de vegetais, como beterraba, nabo, cenoura, trigo e aveia, além de criação de animais. Carnes e peixes passavam por processos para durarem mais: secagem ao sol 22 ou salgamento.

Atividades variadas

Nem todos eram guerreiros. Existiam ferreiros, pescadores, agricultores, construtores de barcos e artesãos, por exemplo.

Pelo mar

Especialistas na construção de barcos, eles faziam diversos modelos, como o drakkar, usado em combates: os maiores mediam 30 metros, levavam até 30 remadores e navegavam a até 32 quilômetros por hora.

Saída especial

As paredes das construções eram feitas de madeira, pedra e barro, além de teto com vegetação – um buraco deixava ir embora a fumaça da fogueira, usada para aquecer e cozinhar.

Diversão e aprendizado

As crianças brincavam com apitos feitos de osso, bonecas e brinquedos (como espadas) de madeira, jogos de tabuleiro com pedras, bolas de couro e adoravam se divertir no gelo. Não havia escola, mas eles aprendiam observando os adultos e ouvindo histórias.