Recreio
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio

aespa revela período difícil durante o debut: "Não foi apenas felicidade"

A estreia do aespa foi marcada pelo lançamento de ‘Black Mamba’ dois anos atrás

Redação Publicado em 03/08/2022, às 10h30

Imagem teaser para 'Girls' - Divulgação/SM Entertainment
Imagem teaser para 'Girls' - Divulgação/SM Entertainment

O aespa, grupo feminino que tem como integrantes Karina, Giselle, Winter e Ningning, realizou seu prestigiado debut em 2020 mas, apesar do sucesso, na última terça-feira, 02, as meninas revelaram que o processo de estreia foi um tanto quanto difícil para elas.

Para ser honesta, não foi apenas felicidade [o que sentimos]”, revelou Karina em entrevista ao Zach Sang Show.

No bate papo, Karina detalhou ainda que um dos motivos da dificuldade foi não poder ter o apoio dos fãs durante esse momento importante na carreira do grupo, visto que devido a pandemia de Covid-19, as apresentações foram realizadas sem o calor do público:

Quero dizer, é claro que ficamos felizes por finalmente fazer nossa estreia, mas como debutamos no meio da pandemia, não pudemos conhecer nossos fãs pessoalmente como sempre esperávamos. Infelizmente, estávamos enfrentando e nos apresentando na frente das câmeras.”

Além disso, com o lançamento de ‘Black Mamba’, o aespa marcou a primeira estreia de um grupo feminino da SM Entertaiment — uma das maiores agências de K-pop da indústria — em seis anos, visto que o último debut havia acontecido em 2014 com o Red Velvet.

Sendo assim, a idol destacou que a pressão dos críticos também foi um dos fatores. “Recebemos muitos comentários positivos após nosso debut, mas como éramos o mais novo grupo feminino da SM, houve reações negativas também.”

Ainda assim, Karina explicou que haviam motivos pessoais que impediam que a estreia fosse marcada apenas por felicidade. “ Nós tivemos dificuldades naquela época também”, admitiu.

Por fim, a artista contou que apesar dos momentos iniciais terem sido complicados, os fãs sempre estiveram ao lado do grupo mostrando que havia um caminho brilhante pela frente:

Agora, temos muitos fãs e recebemos muito apoio e amor. Mas em nossos dias de estreia, foi difícil. Quero dizer, é claro que estávamos muito felizes. Havia muitas pessoas dando seu amor e apoio e isso nos fez perceber que deveríamos ter mais fé em nós mesmos.”

Vale lembrar que o último comeback do aespa ocorreu em julho com o lançamento de seu segundo mini-álbum “Girls”, que veio acompanhado de um MV repleto de elementos futuristas para a title track que recebe o nome do disco. Relembre!