Recreio
Pets / Saúde

Quando se preocupar com a queda de pelos do pet?

A queda de pelo é um processo natural que ocorre em grande parte dos pets. Aprenda a melhor forma de lidar com isso

Letícia Yazbek Publicado em 08/12/2019, às 13h00

A queda de pelos em cachorros e gatos é normal – os pelos antigos caem para que novos possam surgir. Ela ocorre com mais frequência no verão e inverno, com as variações de temperatura. A quantidade de pelo que cai varia de acordo com a raça. Os cães de pelo longo, por exemplo, costumam soltar menos pelos do que raças de pelo curto. Os que mais soltam são os que têm mais camadas de pelo, como pastor alemão e husky siberiano.

Nas raças com mais camadas de pelo, a tosa é importante para eliminar parte do pelo em excesso. Assim, os fios que estão se soltando saem na tosa e não se espalham pela casa. Mas cuidado para não exagerar! O pelo é necessário para proteger a pele dos animais e manter a temperatura corporal ideal, por isso tosar demais pode fazer seu pet passar frio.

Escovação diária

Escovar seu pet todos os dias também pode ajudar. O pelo cai próximo de você na hora da escovação, e fica fácil identificá-lo e descartá-lo. Escove sempre na direção do crescimento dos pelos. Isso remove os pelos soltos e impede que eles caiam nos tapetes, roupas e móveis.

Ração completa

Uma das principais causas da queda de pelo é a má alimentação do animal. Se ração não oferecer todos os nutrientes necessários, o pelo pode ficar sem brilho e fraco. O ideal é seguir as recomendações do médico veterinário e escolher a ração mais adequada para o seu pet.

Fique de olho

Se os pelos do seu pet estão caindo em excesso ou apenas em uma parte do corpo, o melhor é levá-lo ao médico veterinário. Problemas hormonais, micoses, alergias e infecções de pele podem fazer com que os pelos caiam mais do que o normal. Aí, o veterinário deve ser consultado para avaliar e tratar qualquer problema.

Consultoria: Guilherme Soares (médico veterinário) e Jonas Byk (biólogo especialista em comportamento animal).