Recreio

High School Musical: Sharpay Evans é a realmente a vilã dos filmes?

De acordo com alguns fãs, a verdadeira história por trás da personagem seria bem diferente do que muitos acreditam. Entenda!

Daniela Bazi Publicado em 20/08/2021, às 11h44 - Atualizado às 12h11

Cena de High School Musical 2 (2007) - Divulgação/Disney Channel
Cena de High School Musical 2 (2007) - Divulgação/Disney Channel

Desde o final de High School Musical, em 2008, um questionamento levantado pelos fãs passou a ganhar cada vez mais força: a Sharpay é mesmo a verdadeira vilã dos filmes? Devido a algumas de suas atitudes nas produções, como tentar sabotar Troy e Gabriella inúmeras vezes para conseguir o papel principal no musical da primavera, muitas pessoas acreditam que ela realmente é a malvada de toda a história. 

Porém, os admiradores da senhorita Evans têm uma hipótese totalmente contrária. Essa teoria se baseia no fato de que o maior sonho da vida da irmã de Ryan é se tornar uma atriz mundialmente famosa e atuar em grandes musicais, dedicando-se de corpo e alma para todas as aulas de teatro na escola. 

Quando Troy e Gabriella conseguem uma segunda chamada para o musical de inverno, mesmo após terem perdido a primeira audição, seria óbvio que Sharpay perderia a paciência por ver que duas pessoas — no qual não tinham os palcos como prioridade — poderiam roubar o seu lugar de uma forma fácil. Sendo assim, ela se dispôs a fazer de tudo para defender o seu papel e o de seu irmão. 

Mesmo com suas tentativas, ela acaba perdendo o seu posto e ficando de coadjuvante junto de Ryan, enquanto o mais novo casal brilhava no holofote em que ela acreditava ser de merecimento seu. No entanto, como uma boa artista, ela não se deixou abalar e até ajudou sua rival nos bastidores com um treinamento vocal, conforme confirmado pela própria Gabriella durante o segundo filme.

Essa teoria ainda diz que a verdadeira vilã da história deveria ser Kelsi, a compositora do musical, que teria se intrometido e influenciado Bolton e Montez a fazerem o teste e ganharem os papéis quando, na realidade, os irmãos Evans eram os que realmente mereciam.