Recreio

Por que Avatar demorou tanto para receber uma sequência?

Dirigido por James Cameron, a produção demorou 13 anos para ganhar um segundo filme

Redação Publicado em 28/04/2022, às 18h31

Cena de "Avatar" (2009) - Divulgação/ 20th Century Fox
Cena de "Avatar" (2009) - Divulgação/ 20th Century Fox

Sob os comandos do diretor James Cameron, “Avatar”, o longa-metragem de ficção cientifica lançado em 2009, revolucionou não só a maneira que a computação gráfica era utilizada nas produções cinematográficas, mas também em toda produção das obras feitas paras as telonas nos anos seguintes.

Sendo a maior bilheteria de cinema de todos os tempos, o filme se tornou um marco na história. Mesmo conquistando altíssima popularidade e sucesso em diversos âmbitos, os fãs da narrativa fictícia tiveram que esperar quase 13 anos desde o lançamento do primeiro filme para receber a confirmação de uma sequência. Mas, por que demorou tanto?

Manter o legado

O primeiro longa-metragem foi preparado durante 12 anos inteiros e, apesar de sua aclamação e diversos pedidos de continuações por parte do público, uma nova produção não seria tão fácil de ser realizada pois, caso fosse feita com o tempo de preparação apertado, poderia não obter a mesma qualidade.

Assim, para manter o legado e excelência de “Avatar”, a 20th Century Fox e o diretor James Cameron resolveram realizar todo o processo de criação do enredo, personagens e efeitos, sem priorizar a rapidez de entrega, mas sim o compromentimento com um resultado impecável.

Tempo de produção dos roteiros

Apesar da demora, “Avatar” voltou surpreendendo o público ao confirmar um quarteto de sequências que estão sendo produzidas simultaneamente, e possuem previsão de estreia para 2022, 2024, 2026 e 2028.

No entanto, para que o desenvolvimento dos filmes funcionasse sem nenhum problema, os roteiros das obras levaram quatro anos para serem finalizados, tempo que pode ser considerado longo, mas que é pontuado por Cameron como um investimento. Em entrevista à Vanity Fair, o cineasta disse:

Os roteiros levaram quatro anos [para ficar prontos]. Você pode chamar isso de atraso, mas não é realmente um atraso, porque desde o momento em que apertamos o botão para realmente fazer os filmes, estamos funcionando perfeitamente — por causa de todo o tempo que tivemos para desenvolver o sistema. Não estávamos perdendo tempo, estávamos investindo no desenvolvimento de tecnologia e design. Então, quando todos os roteiros foram aprovados, tudo estava projetado. Cada personagem, cada criatura, cada cenário."

Espera por avanços tecnológicos

Além disso, levando em consideração o marco do primeiro filme, é provável que James Cameron tenha esperado novos avanços tecnológicos para aprimorar ainda mais os efeitos especiais e as técnicas utilizadas.

A teoria pode ter sido confirmada pelo próprio diretor que, ao falar sobre o desenvolvimento do segundo filme da franquia intitulado "Avatar: The Way of Water", afirmou que encontrou o método perfeito para as cenas embaixo d’água e, por isso, a produção da sequência avançou, conforme divulgado pelo Adoro Cinema.