Recreio
Entretenimento / Séries

Escola de Gênios: Atriz Samanta Precioso retorna às telinhas para última temporada da premiada série

Interpretanto a vilã Edna, a sexta temporada no dia 8 de julho no Globoplay

Redação Publicado em 07/07/2021, às 17h48 - Atualizado às 17h50

Samanta como a vilã Edna - Eduardo Viana
Samanta como a vilã Edna - Eduardo Viana

Com diversos trabalhos no currículo como em “Pequena Travessa” e “As Filhas da Mãe”, Samanta Precioso se prepara para voltar às telinhas em “Escola de Gênios”. A sexta temporada da premiada série estreia no dia 08 de julho, primeiramente, apenas no Globoplay. Posteriormente também será liberada nos canais Gloob e TV Cultura onde também é exibida. Vivendo a vilã Edna, a atriz fala com felicidade e animação sobre o seu retorno ao projeto.

“Foi uma mistura linda de artistas e técnicos no set e fora que deu um resultado que o espectador consegue sentir assistindo”, acredita.

Com doses de ‘maldade’ e humor, Samanta adianta um pouco sobre a personagem. “A Edna saiu da terceira temporada derrotada em uma competição entre as duas escolas – Robotec e Escola de Gênios. Ela volta determinada e preparada para não perder novamente”, conta a atriz que promete um final emocionante: “Se vão conseguir acabar com a Escola de Gênios, não posso contar. Mas o público pode esperar muitas emoções”.

Prêmios

Em 2019, “Escola de Gênios” foi eleita a melhor série brasileira de ficção pelo Prêmio do Cinema Brasileiro. Samanta Precioso acredita que o público infanto-juvenil precisa de identificação e que encontram isso na produção. “Eles querem se ver em cena, querem ver as suas questões sendo destrinchadas. Os roteiristas não minimizaram as questões dessa fase da vida, nem fizeram uma caricatura”, afirma a atriz.

“Fora que criaram uma escola maravilhosa onde todos gostariam de estudar, cheia de personagens geniais que eram reconhecidos e amados por suas potências e fragilidades também, como todo ser humano gostaria de ser. A série acertou em cheio”, completa.

Novos Projetos

A cabeça está a mil, trabalhos em andamento, textos sendo produzidos... São muitos os planos e projetos que Samanta Precioso está tocando. “Estou dirigindo e escrevendo “A peça Invisível”, parte dela é online com interação com a plateia. Para fazer essa produção tivemos que aprender tudo de novo, foi difícil e bonito”, conta a atriz que não pretende diminuir o ritmo.

“Tenho dois textos que escrevi e que quero logo levar aos palcos assim que reabrirem. Também escrevi uma série de livros infanto- juvenis sobre temas pouco abordados como o luto, a autonomia afetiva, o feminino e o masculino”, diz a multifacetada Samanta, que credita à maturidade o abandono a certos pudores: “A medida que envelhecemos temos histórias melhores para contar e a gente, como artista, vai se despindo de qualquer vaidade ou pudor”.