zoo   / Animais

7 animais que parecem fofos mas são bem perigosos

Eles podem parecer uma graça, mas é melhor ter cuidado quando der de cara com esses bichos

Lucas Vasconcellos Publicado quinta 8 julho, 2021

Eles podem parecer uma graça, mas é melhor ter cuidado quando der de cara com esses bichos
Golfinho em seu habitat natural - Pixabay

Pelos brilhantes, olhos arredondados, cara de bonzinho... Muitos animais têm aparência fofa, mas podem ser bem perigosos para outros animais e até para os seres humanos!

1. Golfinho-roaz

Famoso por aparecer no filme Flipper, essa espécie de golfinho é uma superpredadora. Mata tubarões usando o focinho para atingi-los nas brânquias ou no estômago. Ele vive em todos os oceanos, exceto nos polo, e se alimenta de peixes pequenos, lulas polvos e crustáceos. Pesa até 500 quilos e pode ter 3,80 metros de comprimento.

2. Papa-léguas

Diferentemente do personagem do desenho, o real é bem agressivo na hora de caçar: salta no ar e arrebata a vítima - insetos, répteis, pássaros e escorpiões. Vive no México e nos Estados Unidos, e mede até 50 centimetros de altura. Os indivíduos dessa espécie costumam viver sozinhos, e só se encontram com o parceiro na época da reprodução.

3. Lóris

Único primata venenoso do mundo, o lóris tem glândulas de veneno nos braços e usa um truque: mistura o veneno com a saliva e espalha tudo pelo corpo. Aí, ele se torna um risco para pequenos bichos. Para os humanos, a mordida com a saliva do bicho pode ser fatal. O lóris vive na Ásia, se alimenta principalmente de insetos, e costuma viver sozinho ou em par.

4. Dingo

Apesar de parecer um cão, o dingo é uma subespécie dos lobos cinzentos. Como caça em bando, ataca animais maiores e perigosos, como os emus - também se alimenta de cangurus, coelhos e até gados. Para pegar presas grandes, cerca-as em diversas direções. Em uma noite, é capaz de matar até 50 ovelhas! O dingo vive na Austrália, tem até 90 centímetros de comprimento e vive sozinho ou em pequenos grupos familiares.

5. Ariranha

Também é chamada de onça-d'água, lontra-gigante e lobo-do-rio. Esse animal se alimenta de peixes, ovos, pássaros, pequenos mamíferos aquáticos, caranguejos e répteis. Quando falta comida, caça animais perigosos, como jacarés e cobras. Um bando é capaz de devorar um jacaré inteiro, incluindo os ossos, em menos de uma hora. Vive na América do Sul, em grandes grupos.

6. Foca-leopardo

Patrulha águas perto das bordas dos icebergs, esperando por aves marinhas. Agarra a presa e a chacoalha contra o gelo repetidas vezes, até que esteja morta. Também se alimenta de pinguins, lulas, polvo e outras espécies de focas, como a foca-caranguejeira. Vive na Antártida, solitária, e se reúne em grupos na época do acasalamento.

7. Doninha

Para matar a presa, costuma envolver o corpo da vítima e esmagar o crânio ou a traqueia, dando uma mordida. Usa a pele da vítima para fazer ninhos. Caça principalmente roedores, aves e animais domésticos em cativeiro, como coelhos, galinhas e pets. A doninha vive na Europa, Ásia e América do Norte. Costuma ficar sozinha, pois é agressiva com membros da mesma espécie.

Último acesso: 26 Jul 2021 - 04:35:20 (1100257).