Quando foi inventado o calendário?

Descubra a origem por trás da criação responsável por organizar os dias do ano!

Publicado terça 2 março, 2021

Descubra a origem por trás da criação responsável por organizar os dias do ano!
Imagem ilustrativa de um calendário - Pixabay

Vários povos antigos desenvolveram maneiras diferentes de contar o tempo. Mas, provavelmente, os romanos foram os primeiros a organizar essa contagem criando um calendário, por volta de 2700 antes de Cristo. Ele não era muito preciso porque se baseava apenas nos movimentos da Lua, possuindo 12 meses com 29 ou 30 dias, totalizando 354 dias o ano.

Em torno do ano 44 antes de Cristo, o imperador Júlio César, com a ajuda de matemáticos egípcios, criou um calendário solar, que era quase igual ao que usamos hoje, com 12 meses de 30 dias, onde no final do ano eram adicionados mais cinco dias, totalizando 365 o ano. Diferente do que conhecemos hoje, com esse calendário não tinham anos bissextos, e existiam apenas três estações: Inundação, Inverno e Verão.

O calendário que usamos atualmente no mundo ocidental é o gregoriano  — também conhecido como calendário cristão —, que surgiu como uma forma de corrigir todos os erros presentes naquele criado por Júlio César. Ele se tornou oficial em 1582, sendo instituído pelo papa Gregório XIII, que acabou sendo homenageado com o seu nome no calendário.

Portugal, Espanha, Itália e Polônia foram os primeiros países a aderirem ao calendário gregoriano. No entanto, diversos outros lugares do mundo resistiram fortemente em adota-lo, principalmente aqueles que não eram católicos e acreditavam que essa era uma forma de impedir o crescimento de outras religiões.

Entre os últimos países a adotarem o calendário de Gregório XIII estão a Grécia, no ano de 1923, e a Turquia, em 1926. Porém, ainda existem vários no qual permanecem sem utilizar o gregoriano, como a Coreia do Norte, a Tailândia, o Camboja, o Sri Lanka, a Etiópia, o Irão, entre outros.

Último acesso: 03 Dec 2021 - 04:15:09 (1101936).