Como a escrita foi inventada?

Descubra como esse método de comunicação surgiu e sua adaptação ao passar dos séculos

Letícia Yazbek Publicado quinta 31 dezembro, 2020

Descubra como esse método de comunicação surgiu e sua adaptação ao passar dos séculos
Imagem ilustrativa de escritas antigas - Pixabay

Ao longo dos anos, diferentes povos desenvolveram tipos de escritas. Siga a linha do tempo e descubra a evolução dessa forma de comunicação.

40 mil antes de Cristo

A forma mais antiga de escrita são os símbolos pintados em cavernas de todo o mundo. Eles representavam animais, como mamutes, bisontes e cervos, e cenas do cotidiano. Os desenhos eram feitos com os dedos ou pincéis feitos com pelos de animais, usando terra ou pigmentos obtidos da natureza.

9 mil antes de Cristo

Surgiram os pictogramas, considerados um avanço em relação os desenhos feitos nas cavernas. O pictograma, também utilizado em todo o mundo, representava um conceito, que podia ser abstrato. Eles mostravam uma variedade de situações, e também podiam representar verbos e adjetivos.

3400 antes de Cristo

Os egípcios criaram os hieróglifos – desenhos e símbolos que representavam ideias, conceitos e objetos. Havia cerca de 6.900 símbolos, que eram utilizados juntos, formando textos. Eram escritos no papiro (tipo de papel) e nas paredes de templos e pirâmide. A escrita era dominada pelos sacerdotes e escribas (que registravam os acontecimentos do império).

3200 antes de Cristo

Os sumérios (povo que habitava a Mesopotâmia, atual região do Iraque) inventaram o sistema de escrita cuneiforme. A cunha (instrumento de bambu) era usada para gravar sinais na argila ainda mole. A escrita tinha cerca de 1.200 sinais, que representavam números, nomes, objetos e animais. Ela era um meio de controlar os gastos dos templos, os rebanhos, as terras e a produção.

1800 antes de Cristo

Surgiu a escrita chinesa, formada por ideogramas que têm significados diferentes – há um desenho que representa a Lua, por exemplo, e outro que significa Sol. Quando foi criado, esse sistema já era muito desenvolvido e parecido com a escrita chinesa atual: ele incluía cerca de 2.500 símbolos – a maioria pode ser lida até hoje.

900 antes de Cristo

Com objetivos políticos e comerciais, os fenícios (povo que habitava a atual região do Líbano) criaram o primeiro alfabeto. Eles aperfeiçoaram os antigos pictogramas e desenvolveram um sistema de escrita com 20 consoantes. Eles dispensaram os desenhos e utilizaram sinais apenas para os sons.

800 antes de Cristo

Os gregos adotaram a criação fenícia e fizeram algumas mudanças, desenvolvendo o alfabeto grego. Os sons e sinais eram parecidos e empregados na mesma ordem. Os nomes das letras também eram semelhantes – a primeira letra grega, alfa, foi originada da fenícia aleph.

650 antes de Cristo

Uma variante do alfabeto grego, chamada de ocidental, originou o alfabeto criado pelo povo etrusco, que vivia no norte da Itália. As letras e sons são parecidos com as do alfabeto grego – foram feitas modificações na ordem e algumas letras foram excluídas do novo alfabeto.

500 antes de Cristo

Os romanos adaptaram o alfabeto etrusco e criaram o alfabeto romano ou latino. É o sistema de escrita alfabética mais usado no mundo – é o alfabeto utilizado para escrever a língua portuguesa e a maioria dos idiomas ocidentais. Ele se espalhou pelo mundo por meio do latim, com a expansão do Império romano.

Último acesso: 04 Dec 2021 - 23:16:20 (1098810).