Cinema: Desde quando existe essa ideia? E quem inventou?

Descubra a origem de um dos meios de entretenimentos mais populares em todo o mundo

Maria Carolina Cristianini e Daniela Bazi Publicado quarta 14 abril, 2021

Descubra a origem de um dos meios de entretenimentos mais populares em todo o mundo
Imagem ilustrativa de uma sala de cinema - Pixabay

O cinema existe desde o final do século 19, quando os irmãos franceses Auguste e Louis Lumière inventaram uma máquina chamada cinematógrafo. Essa criação seria o ancestral da famosa filmadora. Ela funcionava como câmera e projetor, e foi apresentada para o público de 28 de dezembro de 1895, em Paris.

Naquele dia, foram projetados filmes curtos, mudos e em preto e branco com cenas do dia-a-dia, que surpreenderam a plateia, afinal era a primeira vez que viam imagens em movimento. As primeiras produções eram mais utilizadas para fins documentais, onde a câmera normalmente ficava parada e apenas registravam aquilo que estava acontecendo no momento. Essa prática era chamada de “teatro filmado”.

O cinema no qual conhecemos surgiu pouco tempo depois. Os pioneiros na prática de criar histórias de ficção para serem representadas no cinema são os cineastas franceses Alice Guy-Blaché (1873-1968) e Georges Méliès (1861-1938). Uma curiosidade interessante é que ambos estavam presentes na exibição de 1895 e, por este motivo, também decidiram se aventurar com a nova tecnologia.

cinema
Fotografias de Alice Guy-Blaché (1873-1968) e Georges Méliès (1861-1938) / Crédito: Wikimedia Commons

Alice foi a primeira pessoa a explorar essa técnica e, ao longo de sua carreira, foi autora de aproximadamente mil obras. O seu primeiro filme se chamava “A Fada dos Repolhos”, que foi inspirado em um conto popular e lançado no ano de 1896. Além disso, ela também se tornaria a primeira a adicionar cores e som em suas produções.

Georges foi o responsável por adicionar edição nas filmagens — como cortes, zoom e sobre-exposição —, sendo considerado como o pai dos efeitos especiais do cinema. Por também ser ator de teatro e mágico, Méliès passou a utilizar os truques de suas outras duas profissões durante as gravações de seus próprios roteiros. Seu maior sucesso foi “Viagem à Lua” (1902), uma adaptação do livro que leva o mesmo nome, escrito por Júlio Verne.

Último acesso: 03 Dec 2021 - 03:40:59 (1102118).