Netuno: O último planeta do Sistema Solar

Visto pela primeira vez entre os anos de 1612 e 1613, Netuno é o planeta que está mais longe da Terra

Letícia Yazbek Publicado sexta 14 agosto, 2020

Visto pela primeira vez entre os anos de 1612 e 1613, Netuno é o planeta que está mais longe da Terra
Netuno, o planeta mais distante da Terra no Sistema Solar - Wikimedia Commons

Em 1612 e 1613, Galileu Galilei observou Netuno, enquanto estudava Júpiter. Mas os desenhos feitos pelo astrônomo indicam que ele acreditava que o objeto se tratava de uma estrela. Em 1821, o astrônomo Alexis Bouverd publicou uma tabela com posições de Urano em determinadas noites

Aí, cientistas perceberam que a posição do planeta não obedecia ao que era previsto na tabela – esses desvios eram causados pela presença de outro planeta. Em 1845 e 1846, os astrônomos John Couch Adams e Urbain Le Verrier calcularam a posição do planeta, que foi observado por um telescópio no observatório de Berlim (Alemanha) – era Netuno!

Após a descoberta do novo planeta, os astrônomos decidiram nomeá-lo em homenagem ao deus romano dos mares, Netuno.

Bem maior!

Netuno é o quarto maior planeta do sistema solar – ele tem 49.244 quilômetros de diâmetro, contra 50.724 quilômetros de diâmetro de Urano, o terceiro maior. O planeta tem uma massa de 102.400.000.000.000.000.000.000.000 quilos e é cerca de 58 vezes maior do que a Terra.

Netuno é o planeta que está mais longe do Sol. Ele fica a 4.500.000.000 quilômetros de distância do Sol (para você ter uma ideia, nosso planeta fica a 150.000.000 quilômetros do astro). Por isso, Netuno é bem frio: a temperatura média por lá é de 193 graus Celsius negativos.

Cheio de gás

Assim como Júpiter, Saturno e Urano, Netuno é um planeta gasoso, que não apresenta uma superfície rochosa. A atmosfera, pouco densa, é composta pelos gases hidrogênio, hélio e metano. O núcleo é formado por ferro e níquel, e envolto por uma grossa camada de gelo.

A atmosfera é cheia de manchas escuras, que são grandes furacões. A maior delas é conhecida como a Grande Mancha Escura e tem aproximadamente o tamanho da Terra. Além disso, Netuno tem os ventos mais fortes de todo o sistema solar. Eles atingem a velocidade de 2.520 quilômetros por hora e sopram para o oeste, na direção oposta à rotação do planeta.

Vulcão diferente

Netuno tem 14 satélites naturais conhecidos. O maior deles, Tritão, tem 2.700 quilômetros de diâmetro (a lua terrestre tem diâmetro de 3.474 quilômetros). A superfície de Tritão é cheia de vulcões que expelem nitrogênio líquido. Outras luas importantes são Despina, Galatea, Larissa, Naiad e Thalassa.

Netuno possui quatro anéis, formados a partir de fragmentos de meteoroides. Eles são compostos por partículas muito pequenas, diferente dos anéis de Saturno, por isso não são visíveis por telescópios.

O ano mais longo

O movimento de rotação, feito em torno de si mesmo, leva cerca de 16 horas terrestres para ser realizado. Já o movimento de translação, em torno do Sol, é o mais demorado entre os planetas do sistema solar: um ano em Netuno equivale a 164 anos terrestres!

A Voyager 2 é a única sonda que já passou por perto da atmosfera de Netuno. Lançada em 1977, ela também fez visitas a Júpiter, Saturno e Urano. A Voyager 2 capturou imagens de Netuno e Tritão, coletou dados sobre a composição e o campo magnético do planeta e descobriu o sistema de anéis e seis satélites naturais. Os pesquisadores ainda estão estudando uma nova missão para Netuno.

 

Consultoria: Leandro Guedes (pós-graduado em Astrofísica Extragaláctica e Filosofia da Ciência na Universidade de Notre Dame, EUA).

 

Último acesso: 21 Oct 2020 - 22:36:10 (1093964).