10 curiosidades sobre Urano

A inclinação e os movimentos do planeta dão origem a longos anos sem a luz do Sol!

Letícia Yazbek Publicado sexta 19 junho, 2020

A inclinação e os movimentos do planeta dão origem a longos anos sem a luz do Sol!
Urano - Pixabay

1. O registro mais antigo da observação de Urano é de 1690, quando o astrônomo John Flamsteed acreditou que se tratava de uma estrela. Já em 1781, William Herschel descreveu o objeto como um cometa. Dois anos depois, quando outros astrônomos declararam que o objeto era um planeta, Herschel reconheceu o erro. Aí, Urano foi aceito como um novo planeta.

2. Depois de ser descoberto como um novo planeta, Urano recebeu o nome do deus grego que personificava o céu, por causa da coloração azul da superfície. É o único planeta do sistema solar que recebeu um nome derivado da mitologia grega, e não da romana.

3. Terceiro maior planeta do sistema solar, Urano tem um diâmetro de 50.724 quilômetros (Saturno, o segundo maior, tem 116.464 quilômetros de diâmetro). Já a massa de Urano é de 868.100.000.000.000.000.000.000.000 quilos.

4. Urano é o sétimo planeta a partir o Sol – ele fica a uma distância de 2.870.000.000 quilômetros do astro. Por isso, o planeta é bem mais frio do que a Terra. A temperatura média é de 195 graus Celsius negativos.

5. É um planeta gasoso, que não possui uma superfície rochosa. A atmosfera é composta principalmente pelos gases hidrogênio, hélio e metano. O núcleo, que tem cerca do tamanho da Terra, é formado por gelo e envolvido por uma camada de metano solidificado.

6. Urano tem pelo menos 20 satélites naturais - os maiores e mais conhecidos são Ariel, Umbriel, Titânia e Oberon, que têm mais de 1.100 quilômetros de diâmetro. Elas são menores do que a lua terrestre, que tem diâmetro de 3.474 quilômetros.

7. Um conjunto de 13 anéis fica em torno de Urano. Eles são formados por uma mistura de gelo e poeira, e têm coloração escura – por isso, não são identificados facilmente. Os anéis possuem uma largura de aproximadamente 1 a 100 quilômetros e uma espessura de cerca de 100 metros.

8. A duração do dia em Urano é de 17 horas terrestres. Esse é o tempo que o planeta leva para dar uma volta em torno de si mesmo (movimento de rotação). E um ano por lá dura cerca de 84 anos terrestres – é o tempo em que Urano dá uma volta completa em torno do Sol (movimento de translação).

9. Urano tem uma inclinação de 82,5 graus em relação à sua órbita. Essa inclinação e os movimentos do planeta fazem com que, durante 42 anos, parte do planeta permaneça iluminada pelo Sol. Enquanto isso, a outra parte fica em completa escuridão.

10. Em 1985, a sonda Voyager 2 sobrevoou Urano, antes de continuar a jornada para Netuno. Ela estudou a estrutura, a composição química, o clima, os satélites naturais e os anéis, e ainda descobriu mais dez satélites e dois anéis. Em 2004, o Telescópio Espacial Hubble observou mais dois satélites e dois anéis. Até 2030, a Nasa (a agência espacial norte-americana) e a ASE (Agência Espacial Europeia) devem lançar novas missões para explorar Urano.

 

Consultoria: Leandro Guedes (pós-graduado em Astrofísica Extragaláctica e Filosofia da Ciência na Universidade de Notre Dame, EUA).

Último acesso: 21 Oct 2020 - 22:39:59 (1092611).