10 fatos curiosos sobre a Lua

Conheça algumas curiosidades que talvez você não saiba sobre o único satélite natural da Terra

Bruna Cardoso Publicado sexta 6 novembro, 2020

Conheça algumas curiosidades que talvez você não saiba sobre o único satélite natural da Terra
Lua, o satélite natural da Terra - Wikimedia Commons

1. Há cerca de 4 bilhões de anos, um protoplaneta (planeta que está terminando de se formar) colidiu com a Terra e arrancou um pedaço daqui. Esse pedaço tomou forma e, atraído pela nossa gravidade, começou a orbitar ao redor da Terra. Formava-se a Lua!

2. A Lua continua presa à Terra até hoje graças à força da gravidade terrestre - do mesmo modo que a Terra gira em torno do Sol por causa da gravidade solar. Trata-se de uma força de atração presente em qualquer corpo ou objeto. Como a Terra tem mais matéria, possui gravidade maior do que a da Lua, mantendo o satélite natural na nossa órbita.

3. A Lua influencia (e muito!) o nosso planeta. A gravidade dela age sobre a Terra e provoca as marés, ou seja, o movimento de vai e vem dos oceanos que ocorre de 12 em 12 horas. Além disso, se a Lua não existisse, a direção do eixo da Terra mudaria de posição o tempo inteiro, em ângulos de grande amplitude - tanto que os polos ficariam apontados para o Sol, o que deixaria o clima maluco. No inverno, por exemplo, seria tão frio que mesmo em países tropicais toda a água seria congelada.

4. Atualmente, uma viagem até a Lua duraria cerca de dois dias em uma nave espacial. Mas esses números podem aumentar, pois a Lua se afasta do nosso planeta 3,8 centímetros por ano. Dessa forma, daqui a 4,6 bilhões de anos, estará a 560 mil quilômetros de distância da Terra – isso afetará bastante o planeta, bagunçando o clima, por exemplo.

5. Nosso satélite gira em torno da Terra, refletindo (conforme a posição em que está) a luz do Sol. Então, o reflexo da luz solar na superfície da Lua dá origem às fases lunares. Elas mudam toda semana, nessa ordem: nova, quarto crescente, cheia e quarto minguante. Por exemplo: quando a superfície da Lua é totalmente iluminada pelo Sol, enxergamos a lua cheia.

6. Já ouviu falar do lado escuro da Lua? Trata-se de uma face que nunca é vista por quem olha aqui da Terra. As fotos que existem desse lado do satélite natural mostram uma região com pedras, areia, crateras e montanhas. Aliás, existem muitas crateras no nosso satélite! Elas são resultado de impactos causados por corpos celestes ao longo do tempo.

7. Não faltam lendas sobre a Lua! Você já deve ter ouvido falar, por exemplo, que cortar o cabelo na Lua crescente faz os fios crescerem mais depressa. E que, para que as flores nasçam mais bonitas, é melhor plantar as sementes na Lua nova. No entanto, nada disso é comprovado pela ciência.

8. A chamada Lua Azul não tem nada a ver com cor, mas com as fases da Lua, que não se repetem no mesmo mês. Mas, como para tudo existe uma exceção, a cada 2,5 anos, a Lua cheia ocorre duas vezes no mesmo mês. A segunda Lua cheia é chamada de Lua Azul.

9. Existem satélites naturais em quase todos os planetas do sistema solar – eles só não estão presentes em Mercúrio e Vênus. Os maiores satélites são Ganímedes, de Júpiter, com 5.262 quilômetros de diâmetro, e Titã, de Saturno, com 5.150 quilômetros de diâmetro.

10. Três meses antes do acidente do Titanic aconteceu um perigeu – quando a Lua se aproxima da Terra. A atração gravitacional gerada por esse evento produziu marés altas em 1912, ano do acidente, fazendo com que icebergs da Groenlândia se desprendessem e entrassem na rota do navio.

 

Consultoria: Alexandre Cherman (gerente de Astronomia do Planetário do Rio de Janeiro e doutor em Física), Othon Winter (professor titular da UNIFESP), Rodolpho V. de Moraes (especialista em Mecânica Celeste) e Sylvio Ferraz-Mello (professor emérito da USP).

Último acesso: 04 Dec 2021 - 22:13:39 (1087908).