Recreio
Zoo / Animais

6 mitos e verdades sobre o tubarão, o rei dos mares

Eles são realmente formados por cartilagem? É verdade que possuem uma péssima visão? Saiba a resposta por trás de alguns questionamentos!

Maria Carolina Cristianini Publicado em 20/08/2021, às 10h00 - Atualizado às 10h55

Cena da animação Procurando Nemo (2003) - Divulgação/Disney
Cena da animação Procurando Nemo (2003) - Divulgação/Disney

Esse peixe vive em todos os oceanos, e sente cheiro de sangue a dezenas de metros de distância. Apesar da aparência assustadora, os tubarões não costumam atacar seres humanos - a não ser que os confundam com tartarugas e focas! 

Desvende algumas crenças que costumamos ter sobre esse animal!

1. O tubarão-branco é o mais perigoso entre as espécies.

Mito! Apesar da fama, segundo pesquisas, o tubarão-branco perde em agressividade para as espécies cabeça-chata e tubarão-tigre. Ao contrário do que se pensava até alguns anos, o tubarão-branco não ataca tudo o que vê pela frente e escolhe a presa com inteligência. Ele se alimenta de focas, peixes, golfinhos e tartarugas-marinhas.

2. Eles deixam a barbatana aparecer na água para assustar.

Mito! Tubarões nadam perto da superfície quando estão atrás de comida ou migrando de um lugar para o outro – a barbatana ajuda na orientação do bicho. Aí, elas acabam aparecendo na água, assustando quem estiver por perto.

3. O esqueleto do tubarão é formado por cartilagem.

Verdade! Esse material leve e flexível auxilia na agilidade do animal: possibilita que ele se vire de forma rápida, fazendo curvas acentuadas, durante uma caçada. Isso facilita a captura da presa.

4. Nem todos os tubarões são caçadores ferozes.

Verdade! O tubarão-baleia é a maior espécie e se alimenta de plâncton e pequenos peixes, que engole enquanto nada devagar com a boca aberta. Entre as outras espécies, poucas atacam presas grandes – a maioria se alimenta de peixes pequenos.

5. Tubarões não botam ovos.

Mito! Muitas espécies botam ovos de aparência bem diferente, também chamados de bolsa de sereia. Leva até um ano, conforme a espécie, para o que pequeno tubarão saia do ovo – que é resistente e tem fios que o fazem se enroscar em algas para que não saia flutuando pela água.

6. A visão é péssima e a caçada se guia apenas pelo olfato.

Mito! Eles enxergam bem, até com pouca luz. E há outros sentidos poderosos: audição (capaz de perceber até o batimento cardíaco de outros peixes) e a linha lateral, formada de células que percorrem os dois lados do corpo e captam variações na água, notando presas à distância.