Recreio

Quando nós começamos a contar o tempo?

Minutos, horas, dias, semanas, meses, anos... Entenda melhor como tudo isso surgiu!

Lucas Vasconcellos Publicado em 13/08/2021, às 12h00 - Atualizado às 15h42

Imagem ilustrativa de um cronômetro - Pixabay
Imagem ilustrativa de um cronômetro - Pixabay

Durante o Período Paleolítico, os caçadores já contavam o tempo, marcando os dias entre as fases da Lua por meio de traços em gravetos e ossos. Observando os movimentos dos corpos celestes, eles passaram a determinar as estações do ano, meses e anos. De acordo com a observação do hábitos dos animais durante as estações, planejavam a caça e a pesca.

Mas foi há cerca de cinco mil anos, na Mesopotâmia, que surgiu a divisão do dia em horas. Os babilônios repararam que, quando o Sol atingia o máximo de altura no céu, ele não projetava sombras — e chamaram esse momento de meio-dia. Em seguida, dividiram o resto da trajetória da sombra em 12 partes. Foi assim que nasceu o primeiro relógio usado pelo homem: o relógio de sol. O problema é que ele não funcionava à noite e nem em dias nublados ou chuvosos.

Os sumérios elaboraram um calendário avançado, que dividia o ano em 12 meses de 30 dias — os dias eram divididos em 12 períodos, que equivalem a duas horas. Cada um desses períodos eram divididos em 30 partes, de aproximadamente 4 minutos cada.

Os egípcios desenvolveram um calendário que utilizava o ciclo das fases da Lua, e ablicavam o conhecimento na agricultura, marcando tempos de colheita e épocas de escassez, como no inverno.

Não se sabe ao certo quem desenvolveu a ampulheta, mas a invenção é atribuída ao monge francês Luitprand, que viveu no século 8. As primeiras referências do objeto apareceram apenas no século 14. Esse tipo de relógio foi muito usado por navegantes e, dependendo da quantidade de areia, podia medir o tempo a cada meia hora ou a cada 12 horas.

O relógio mecânico apareceu em 1386, mas não se sabe ao certo quem o inventou. O primeiro era grande e não tinha o ponteiro de minutos. Ele foi instalado na Catedral de Salisbury, na Inglaterra.

O holandês Christian Huygens foi o primeiro a fabricar um relógio com ponteiros de minutos. A partir daí, vieram os relógios de bolso, de pulso, e os digitais!