Recreio
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio
Viva a História / Monarquia

Quais países ainda possuem uma monarquia?

Conheça locais onde o sistema de governo chamado de monarquia continua em vigor

Redação Publicado em 08/06/2022, às 12h47

Rainha Elizabeth II e o príncipe Charles - Getty Images
Rainha Elizabeth II e o príncipe Charles - Getty Images

1. Reino Unido

Além de governar Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales (que formam o Reino Unido), a rainha Elizabeth II é considerada a chefe de Estado em algumas monarquias constitucionais da Comunidade Britânica, como Nova Zelândia e Bermudas. Ela faz parte da dinastia Windsor, família que reina desde 1917, e se tornou rainha em 1952. Por lá, existe também a figura do primeiro-ministro — atualmente, Boris Johnson.


2. Vaticano

O menor país do mundo tem características únicas. A monarquia é absolutista eletiva, ou seja, não é passada de pai para filho: elege-se um papa (nos dias de hoje, Papa Francisco), que não deixa o comando do Vaticano para os descendentes. O papa é eleito pelo Colégio dos Cardeais da Igreja Católica — ele se torna bispo de Roma, chefe da Igreja Católica e monarca do Vaticano.

papa francisco
Papa Francisco / Crédito: Getty Images


3. Japão

Possui a monarquia hereditária mais antiga de que se tem notícia. Por lá, o imperador não possui poderes políticos — desempenha apenas funções de representação do Estado e é o símbolo da nação. No poder desde 2019, Naruhito é o atual imperador. Ele marca presença em ocasiões diplomáticas e nomeia o primeiro-ministro (após indicação do poder legislativo), que é o chefe de governo (hoje, a função está com Fumio Kishida).

imperador Naruhito e esposa
Imperador Naruhito e sua esposa, a imperatriz Masako / Crédito: Getty Images

4. Suécia

Os parlamentares são as principais autoridades desse país, que vive sob uma monarquia parlamentarista. O chefe de estado é o monarca (atualmente, o rei Carl XVI Gustaf), que assume de forma hereditária, mas sem poderes executivos. Esses poderes ficam com o parlamento, responsável também por legislar o país, além de escolher o primeiro-ministro e os ministros do governo. Os parlamentares são escolhidos pela população por meio de eleições diretas.

rei Carl XVI Gustaf
Rei Carl XVI Gustaf / Crédito: Getty Images


5. Malásia

Vive sob uma monarquia eletiva: o chefe de Estado (chamado de sultão) é eleito por votação e o chefe de governo é o primeiro-ministro. Hoje, o sultão é Tengku Abdullah e ele não tem influência política. O atual primeiro-ministro Ismail Sabri Yaakob — essa figura é escolhida, a cada cinco anos, por membros do Conselho dos Governantes.


Monarcas pelo mundo

Conheça os principais termos usados pelo mundo para se referir ao que, normalmente, chamamos de rei:

Imperador: soberano que não responde a uma autoridade maior. Hoje, o único no mundo é Naruhito, do Japão.

Rei: tem os mesmos poderes do imperador. Abdullah II é o rei da Jordânia atualmente.

Emir: em árabe quer dizer comandante. Historicamente, o termo é usado nas nações islâmicas do Oriente Médio e Norte. Atualmente, após a morte de Khalifa bin Zayed al-Nahyan, o emir de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, quem lidera o país é o xeque Mohammed bin Rashid al-Maktoum até que o conselho defina um novo governante.

Xeque: significa ancião, em árabe, e é atribuído a quem completa estudos de história, filosofia e cultura islâmicas na faculdade.

Sultão: em árabe, significa liderança. Hoje, ainda existem sultões em lugares como Malásia e Indonésia