Recreio

Por que o Brasil não comemora o dia dos namorados em 14 de fevereiro?

O dia é responsável por celebrar o amor em diversos países do mundo, mas no Brasil ganhou outra data. Entenda o motivo!

Izabela Queiroz Publicado em 14/02/2022, às 18h53 - Atualizado às 19h20

Coração - Getty Images
Coração - Getty Images

O “Valentine's Day” (ou Dia de São Valentim), é comemorado hoje, 14 de fevereiro e é responsável por levar o romance a Europa e à alguns países da America, como é o caso dos Estados Unidos. Mas, por que o Brasil fica fora da lista de terrirórios que realizam a celebração nesse dia?

Com início datado no século 5, o dia que exalta o amor entre casais e namorados, é marcado pela troca de cartões e presentes. No entanto, nas terras brasileiras a celebração ganhou um novo dia, mês e nome.

O Dia dos Namorados surgiu em 1948 e passou a ser comemorado em 12 de junho no Brasil. A data que possui o mesmo significado que o “Valentine's Day” coincide com a véspera do Dia de Santo Antônio, o famoso santo casamenteiro. Mas, apesar disso, o motivo para a mudança não é religioso, e sim comercial.

João Doria, pai do atual governador do estado de São Paulo, era dono da agência Standart Propaganda onde na década de 40, foi contratado pela loja paulistana Exposição Clipper com o objetivo de melhorar o resultado das vendas em junho.

Com o fraco comércio desse período do ano, Doria se inspirou nas festas juninas e atrelou a data ao Dia de Santo Antônio que ocorre em 13 de junho, além de levar em conta o dia das mães, onde presentes são dados em comemoração à data e assim criou o Dia dos Namorados.

No ano seguinte, a comemoração começou a se popularizar pelo Brasil e mais regiões começaram marcar o dia 12 de junho em seus calendários até que todos os estados do país aderissem a data e a transformassem em celebração nacional.