Recreio
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio
Viva a História / Curiosidades

O que são os brasões?

Durante a Idade Média, brasões eram usados para que lutadores e nobres pudessem se reconhecer. Entenda melhor!

Letícia Yazbek Publicado em 17/07/2022, às 14h00

Brasão da República Federativa do Brasil - Divulgação/Governo do Brasil
Brasão da República Federativa do Brasil - Divulgação/Governo do Brasil

Brasão é um desenho criado com o objetivo de identificar pessoas, famílias, cidades, regiões ou nações. Ele é formado por um escudo e por elementos gráficos que apresentam o grupo. Criado de acordo com uma série de regras e tradições, pode ser usado em bandeiras, roupas, móveis, objetos pessoais e até na arquitetura de edifícios.

O início

A origem dos brasões está na Europa, por volta dos anos 1100. No início, deve ter sido uma forma de homenagear cavaleiros que tiveram grandes atos de coragem. Por volta do século 14, brasões passaram a ser pintados ou costurados nas malhas de proteção usadas nas batalhas para identificar grupos.

Com o tempo, a imagem tornou-se um símbolo social, usado por heróis de batalhas e famílias nobres, mostrando importância. Também surgiram brasões para identificar diferentes impérios pelo mundo.

Cheio de detalhes

Além do escudo, elemento principal, que pode ter diferentes formas, de acordo com a época e o local, pode haver vários detalhes na imagem de um brasão, como um grito de guerra na parte de cima ou uma palavra de incentivo. A insígnia representa o cargo que a pessoa exerce e costuma aparecer como dois objetos cruzados atrás do escudo. Abaixo do escudo está a divisa ou lema da entidade representada no brasão.

O brasão da República Federativa do Brasil surgiu em 1889, no governo do Marechal Deodoro da Fonseca, primeiro presidente brasileiro. É formado por um escudo azul-celeste sobre uma estrela. Ao redor está uma coroa formada por um ramo de café e outro de tabaco

Volta da tradição

No século 19, com o declínio da aristocracia (quando o poder é exercido por nobres), o uso de brasões perdeu importância. No século 20, a tradição renasceu!

Em terras brasileiras

O costume de usar brasões veio para o Brasil com a colonização portuguesa. Em 1808, o rei dom João VI criou novos títulos de nobreza para quem o apoiava — e novos brasões surgiram.

Conheça alguns brasões do Brasil e do mundo

Reino Unido

reino unido

Representa os escudos da Inglaterra, Escócia e Irlanda do Norte. O leão coroado simboliza a Inglaterra e o unicórnio representa a Escócia. Embaixo há ainda três flores nacionais (um cardo, uma rosa e um trevo), sinais dos três países.

Família Silva

família silva

Faz referência ao antigo Reino de Leão, onde surgiu o uso do sobrenome Silva. O escudo é formado por um fundo de prata e um leão vermelho ou roxo, representando o reino.

Cidade de São Paulo

são paulo

Escudo com um braço empunhando a bandeira usada pelos navegantes portugueses. A coroa no topo mostra que a cidade é uma capital de estado. As laterais são enfeitadas por ramos de café, símbolo da economia paulista.

Império do Brasil

império do brasil

Criado em 1822, é formado pela Cruz de Cristo, símbolo de Portugal, e uma faixa azul com 19 estrelas, que representavam as províncias da época. Dos lados há ramos de café e tabaco, riquezas do Império. A cor verde representa a Casa de Bragança, a qual pertencia dom Pedro I.

Reino da Espanha

espanha

É o resultado da união de diversos reinos, que foram unificados no fim do século 15. Os símbolos do escudo representam os reinos de Leão, Castela, Aragão e Navarra. No centro, as três flores de lis simbolizam a família nobre dos Bourbon.