Madame C.J. Walker: De filha de escravos a primeira milionária negra da história

Saiba mais sobre a personagem da série da Netflix que relembra a trajetória da mulher filha de escravos que virou a magnata para produtos voltado a cabelos de mulheres negras

Paola Churchill e Pamela Malva Publicado sexta 28 agosto, 2020

Saiba mais sobre a personagem da série da Netflix que relembra a trajetória da mulher filha de escravos que virou a magnata para produtos voltado a cabelos de mulheres negras
Cena da série A Vida e a História de Madam C.J. Walker (2020) - Divulgação/Netflix

Nos Estados Unidos, a segregação racial apenas deixou de ser institucionalizada no final dos anos 1960. Até esse momento, negros eram tratados da pior forma possível e tinham diversos direitos negados.

Foi nesse contexto, no qual minorias étnicas eram inferiorizadas, que Sarah BreedLove subverteu padrões e tornou-se a primeira milionária negra da história, com uma fortuna especulada em cerca de 8 milhões de dólares.

Filha de escravos, Sarah foi a primeira dos seis irmãos a nascer em liberdade, em dezembro de 1867 — após a Proclamação de Emancipação. Os pais, que eram obrigados a trabalhar em uma fazenda de algodão na Louisiana, morreram cedo.

Aos sete anos, a menina já era órfã e decidiu morar com sua irmã mais velha, no Mississippi. Na cidade, não teve outra alternativa que não fosse trabalhar como doméstica. Aos 14 anos, Sarah assistiu o último resquício de sua infância indo embora quando se casou.

++Confira a matéria completa no website da Aventuras na História, parceiro da Revista Recreio e Grupo Perfil. Clique aqui!

Último acesso: 30 Nov 2021 - 13:01:20 (1101108).