Ham: o macaco que foi o primeiro astronauta americano

O filhote de chimpanzé entrou para a História como o primeiro hominídeo a chegar ao espaço

Alana Sousa Publicado quinta 15 outubro, 2020

O filhote de chimpanzé entrou para a História como o primeiro hominídeo a chegar ao espaço
Ham pouco antes de sua viagem para o espaço em 1961 - Wikimedia Commons

Na manhã de 31 de janeiro de 1961, nenhum hominídeo havia chegado ao espaço. Mas isso estava prestes a mudar. O chimpanzé Ham, de quatro anos de idade, seria lançado de Cabo Canaveral, Flórida, em uma missão do Projeto Mercury chamada MR-2, para um voo suborbital.

Nascido em 1957 em Camarões, o chimpanzé foi capturado por caçadores de animais e comprado pela Força Aérea dos Estados Unidos. Dois anos depois, foi levado para a Base da Força Aérea Holloman – local que, futuramente, inspiraria seu nome.

Na base de Holloman, havia cerca de 40 chimpanzés candidatos a astronautas. Após os primeiros testes, restaram 18 escolhidos. Ham estava entre os seis finalistas, sendo conhecido como n°65 até o fim da missão.

O treinamento, iniciado em julho de 1959, durou cerca de dois anos. Sob a direção do neurocientista Joseph V. Brady, os seis chimpanzés selecionados eram ensinados a realizar tarefas simples e cronometradas de acordo com luzes e sons elétricos.

Após uma série de testes, Ham foi o escolhido – foi considerado capaz de não só dar um passeio em um foguete, mas controlá-lo. Em seu treinamento pré-voo, foi ensinado a empurrar alavancas e apertar botões que o trariam de volta à Terra.

++Leia a matéria completa no site Aventuras na História, parceiro da Revista Recreio.

Último acesso: 30 Nov 2021 - 11:30:17 (1101258).