Recreio
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio
Viva a História / Datas comemorativas

Como surgiu o Dia dos Namorados?

Conheça a história por trás da criação do Dia dos Namorados

Redação Publicado em 12/06/2022, às 13h00

Imagem ilustrativa de presentes de Dia dos Namorados - Pixabay
Imagem ilustrativa de presentes de Dia dos Namorados - Pixabay

Nesse domingo é comemorado no Brasil o Dia dos Namorados, data reservada para que todos os casais compartilhem o amor que sentem um pelo outro. Na maioria dos países, a data é celebrada em 14 de fevereiro, porém, devido a interesses comerciais, a comemoração brasileira foi alterada para o dia 12 de junho.

Independente do período do ano em que acontece o Dia dos Namorados, a data permanece sendo bastante esperada pelos apaixonados ao redor do mundo. Mas, você sabe como esse dia surgiu?

Dia de São Valentim

Na Europa e nos Estados Unidos, o Dia dos Namorados acontece no Dia de São Valentim, o santo dos apaixonados. A data foi instituída pelo papa Gelásio no século 5, para homenagear o padre beatificado Valentim, que foi condenado à morte no século 3 por não seguir as regras impostas pelo imperador romano Cláudio II.

Naquela época, o monarca decidiu proibir que a igreja realizasse casamentos pois acreditava que, ao se casarem, os homens não se tornariam bons soldados. Para o padre, o matrimônio era algo que fazia parte dos planos divinos e, por isso, continuou a realizar cerimônias secretas mesmo que fosse contra as regras do Estado.

As celebrações continuaram acontecendo por um tempo e, certo dia, acabou sendo descoberto e enviado para a prisão, onde foi sentenciado à morte. Durante todo o período em que ficou encarcerado, recebeu cartas e flores de apoiadores que acreditavam no amor e acabou se apaixonando por uma mulher, mesmo sendo um relacionamento impossível.

De acordo com a Revista Galileu, a moça pelo qual o padre Valentim se apaixonou era cega, e um dos milagres realizados pelo religioso foi fazê-la voltar a enxergar. Além disso, antes de ser executado, em 14 de fevereiro de 269 depois de Cristo, ele teria enviado uma carta se despedindo de sua amada, assinando como “De seu Valentim”. Essa prática seria a responsável por inspirar que os apaixonados dos dias de hoje continuem a enviar cartinhas românticas para seus namorados e namoradas.