Recreio
Viva a História / Estados Unidos

Como era a vida das pessoas no Velho Oeste?

Saiba mais sobre esse período que é frequentemente retratado em grandes filmes do cinema mundial

Silvia Regina Publicado em 18/12/2020, às 15h00 - Atualizado às 18h10

Imagem ilustrativa de uma casa do Velho Oeste - Pixabay
Imagem ilustrativa de uma casa do Velho Oeste - Pixabay

Os termos Velho Oeste e faroeste determinam um local ocupado pelos norte-americanos entre 1850 e 1890. O oeste está relacionado à localização desse povoado, do lado esquerdo do país. Velho se refere ao tempo passado. Já faroeste vem do inglês do far west ou oeste distante.

O Velho Oeste ficava à esquerda do rio Mississipi. Antes da chegada do homem branco, a terra era ocupada por índios que tiveram que dividir o espaço com os novos ocupantes. Hoje essa região reúne 22 estados norte-americanos, como Kansas, Texas, Novo México, Oklahoma, Califórnia, Arizona, Colorado e Louisiana.

Índios x brancos

Estima-se que cerca de 200 tribos de índios, falando umas 300 línguas diferentes, morassem no Velho Oeste antes da chegada do homem branco. Aconteceram muitos conflitos durante a ocupação do território. Sem conseguir vencer os invasores, que tinham mais armamentos, os indígenas foram perdendo espaço e passaram a viver em reservas ao redor da região que ocupavam antes.

Sabe o que fez as pessoas ocuparem essa área, antigamente distante das outras populações dos Estados Unidos? A busca pelo ouro e pela prata! Com o tempo, porém, novas atividades foram sendo desenvolvidas. Na região da Califórnia, por exemplo, eram comum a criação de gado e a mineração. Em outras partes havia plantação de alimentos.

Vida faroeste

As cidades eram pequenas e com poucos habitantes. Eles viviam da exploração do ouro e de atividades que foram sendo desenvolvidas. Tudo era muito organizado.

Naquela época ainda não existiam carros e as ruas nem eram asfaltadas. Todo deslocamento era feito usando cavalos. As carroças, puxadas pelos animais, também eram usadas. Elas carregavam pessoas, alimentos e serviam até como ambulância. Foram esses veículos que levaram homens de outras regiões dos Estados Unidos até o Velho Oeste.

Os famosos caubóis do faroeste eram os homens responsáveis pela criação do gado e por conduzirem os rebanhos pelo território. Mas havia outras profissões, como os agricultores, o xerife (para colocar ordem em tudo), o prefeito, o juiz e os proprietários de comércios – eles vendiam gado, alimentos, roupas e couro.

A função de caubói era muito importante na época. Para se tornar um, era preciso ser valente, andar a cavalo muito bem, ser forte para suportar a exposição ao sol e o cansaço durante os longos percursos e ter habilidade no uso do laço para domar os animais.  Eles costumavam se vestir de calça jeans e camisa e seempre estavam de chapéu e lenço no pescoço para se protegerem do sol e da poeira.

Na escola

Uma parte das crianças frequentava a escola para aprender a ler, escrever, fazer contas e conhecer a história. As aulas começavam no mês de outubro e iam até maio, sempre de segunda-feira a sábado. As professoras eram mulheres.

Lápis, cadernos e lousa eram considerados artigos de luxo naquela época. Os alunos aprendiam ouvindo o que as professoras falavam. A sala era bem dividida: crianças mais novas na frente e as mais velhas atrás. Além disso, as meninas tinham que se sentar de um lado e os meninos do outro.

Consultoria: Cesar Guazzelli (professor do Departamento de História da UFRGS).