Como surgiu o carnaval?

Conheça a história por trás de uma das festas mais populares e tradicionais do Brasil

Maria Carolina Cristianini Publicado sexta 19 fevereiro, 2021

Conheça a história por trás de uma das festas mais populares e tradicionais do Brasil
Desfile de carnaval na Sapucaí - Wikimedia Commons

O Carnaval surgiu a partir de várias comemorações que aconteciam na Antiguidade entre egípcios, gregos, romanos e outros povos. Essas festas celebravam a colheita e homenageavam deuses. Um exemplo eram as saturnálias, na Roma antiga, para Saturno, deus da agricultura, quando o povo dançava pelas ruas.

Durante a Idade Média, a época das festas antigas foi adotada pela Igreja Católica para marcar o período antes da Quaresma (que antecede a Páscoa), quando o consumo de carne era proibido. Estaria aí a explicação para o termo Carnaval: viria do latim carnem levare (retirar ou ficar livre da carne).

Já reparou que o Carnaval não cai sempre no mesmo dia? É a ligação com a Páscoa que causa a variação: no hemisfério Sul, o domingo de Páscoa é sempre o primeiro após a primeira Lua cheia do outono. Então, conta-se 46 dias antes no calendário para saber quando será a quarta-feira de cinzas – depois da terça-feira de Carnaval.

Ao longo do tempo, uma das mais famosas festas inspiradas nas celebrações da Antiguidade foram os bailes de máscaras europeus. Na Itália, por volta do século 13, só os nobres participavam. No século 19, máscaras e fantasias se tornaram populares.

A folia se modificou de acordo com a região. No Brasil, por exemplo, a influência foi o entrudo, a partir do século 17: festa portuguesa em que eram comuns brincadeiras com água. Com o tempo, ganhou outros elementos, como as marchinhas no final do século 19.

O primeiro bloco brasileiro de Carnaval de que se tem notícia saiu pelas ruas do Rio de Janeiro em 1846 sob o comando do português José Nogueira de Azevedo Prates, conhecido como Zé Pereira: ele começou a tocar bumbo e atraiu outros foliões. A brincadeira não parou mais!

Em 1929, uma turma de foliões carioca resolveu se organizar sob o nome de Deixa Falar. Na época parecido com blocos de rua, o grupo se tornou a primeira escola de samba brasileira (dela surgiria a atual Estácio de Sá).

Os trios-elétricos já têm quase 70 anos! Apareceram quando os músicos baianos Dodô e Osmar colocaram alto-falantes num carro e saíram pelas ruas de Salvador. No ano seguinte, o veículo ficou maior até chegar aos grandes trios de hoje em dia.

Também é comum ver na Bahia os grupos de afoxé, como os Filhos de Gandhy. Eles têm origem no período da escravidão, quando os negros usavam trajes africanos para cantar e dançar. Além disso, há Carnaval de rua em outras cidades, como nas pernambucanas Recife e Olinda, com muito frevo e bonecos gigantes – chegam perto dos 4 metros de altura!

Último acesso: 05 Aug 2021 - 17:22:20 (1099801).