Recreio
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio
Tecnologia / Aparelhos

Como funciona o aparelho de ar-condicionado?

Entenda como esse aparelho consegue resfriar o ar do ambiente

Maria Carolina Cristianini Publicado em 06/01/2020, às 13h58 - Atualizado em 01/03/2022, às 11h00

Imagem ilustrativa de um ar-condicionado - Pixabay
Imagem ilustrativa de um ar-condicionado - Pixabay

O ar-condicionado funciona quase como as geladeiras: a partir de uma substância, chamada gás refrigerante, capaz de resfriar o ar do ambiente e lançar aquele friozinho gostoso, que espanta o calorão.

O ar do ambiente é sugado por um ventilador e segue por um evaporador (aparelho que faz o gás refrigerante evaporar), onde passa em volta de uma serpentina interna (sistema de mangueiras) cheia do gás refrigerante em estado líquido (a 7 graus Celsius).

Em contato com a serpentina gelada, o ar quente retirado do ambiente se resfria e volta para a sala, quarto ou qualquer lugar onde o ar-condicionado estiver. Mas o processo não terminou dentro da máquina!

Quando absorve o calor do ar, o gás refrigerante, que estava em estado líquido, evapora dentro da serpentina. Em seguida, ele vai para um compressor elétrico — a peça barulhenta do ar-condicionado, que o comprime, gerando alta pressão. Então, a substância vira um gás bem quente (cerca de 50 graus Celsius).

Adeus, calor!

O gás superquente entra em outra serpentina (a externa), no condensador, que fica na parte do ar-condicionado que está para o lado de fora. Por estar mais quente que o ambiente externo, o gás refrigerante se resfria um pouco e vira líquido de novo. Um ventilador manda o ar quente que sobrou para a rua.

O gás refrigerante precisa retornar para o início do processo, a 7 graus Celsius. Para isso, entra na válvula de expansão — onde o líquido perde a alta pressão que havia ganhado e atinge a temperatura necessária. Ele volta para o evaporador e tudo começa outra vez!

Dois tipos

Além do modelo de janela, outro tipo comum é o ar-condicionado split. Ele tem duas partes: uma (condensadora) fica na parte externa e realiza o processo de refrigeração; a outra (evaporadora) lança o ar gelado no ambiente interno. A vantagem do split é que ele é mais silencioso e consome menos energia.

Consultoria: Ademir E. Santana (professor do Instituto de Física da UnB), João B. da Rocha Filho (professor da Faculdade de Física da PUC/RS) e Marcelo Knobel (professor do Instituto de Física da Unicamp).