Planetário | Planetário

Qual é a diferença entre meteoro, meteorito e meteoroide?

Todos eles são corpos rochosos, mas bem diferentes entre si. Entenda!

sexta 8 novembro, 2019
Ilustração de um meteoro
Ilustração de um meteoro Foto:Getty Images

O universo não é formado apenas por planetas e estrelas. Existem vários outros objetos, como os planetas e os asteroides, que giram em torno do Sol e de outras estrelas. Mas os asteroides são muito pequenos para serem considerados planetas — eles podem ter diâmetro de centenas de quilômetros ou de apenas alguns metros. Além disso, não são arredondados como os planetas e apresentam diferentes formatos e aparências.

Restos de material

Notícias Relacionadas

Os astrônomos acreditam que os asteroides se originaram de parte do material que deu origem ao nosso sistema solar e que não se fundiu a nenhum planeta em processo de formação. Outros acham que esses corpos rochosos surgiram a partir de restos de planetas, resultantes das colisões entre dois corpos, que eram comuns no início da formação do sistema solar.

Bem pequenas

Os meteoroides são pequenas rochas que vagam pelo espaço. Elas são bem menores do que os asteroides: têm diâmetro de poucos metros até alguns milímetros. O meteoroide pode ser um fragmento de um asteroide ou planeta ou matéria expelida por um cometa. Ele ainda pode ser um fragmento de matéria que se originou durante a formação do sistema solar.

Show de luz

Quando o asteroide ou meteoroide entra na atmosfera terrestre, o atrito do corpo celeste com as moléculas dos gases presentes na atmosfera faz com que ele se aqueça e emita luz, oferecendo um espetáculo luminoso que varia de acordo com as características do asteroide. É o meteoro, também chamado de estrela cadente. É importante lembrar que meteoro não é o nome do objeto, mas do fenômeno.

A chuva de meteoro acontece quando vários corpos sólidos entram na atmosfera da Terra em um curto espaço de tempo, formando rastros luminosos vindos de um mesmo local do céu.

Não confunda!

Cometa não é o mesmo que meteoro. Ao contrário do meteoro, o cometa carrega grande quantidade de gelo, que se transforma em gás quando ele se aproxima do Sol. Nesse processo, o cometa forma uma atmosfera, chamada coma, e cria um rastro de poeira e uma cauda de gás que pode ter vários quilômetros de comprimento. O cometa é um objeto que passa a centenas de milhares de quilômetros da Terra, enquanto o meteoro é um fenômeno que ocorre na atmosfera do nosso planeta.

Sobrevivente

Se o meteoro não fragmenta totalmente o asteroide ou meteoroide e ele consegue atingir a superfície da Terra, torna-se um meteorito. Como passam por muito desgaste na queda, os meteoritos não são muito grandes. Um meteoroide de 4 metros de diâmetro, por exemplo, daria origem a um meteorito de cerca de 1 metro de diâmetro.

O maior meteorito já encontrado é o de Hoba West, que pode ser visto próximo a Grootfontein, na Namíbia. Tem 2,7 metros de comprimento e pesa cerca de 66 toneladas. Ele teria caído há menos de 80 mil anos e foi descoberto em 1920. Devido ao peso, nunca foi tirado do lugar!

 

Consultoria: Leandro Guedes (pós-graduado em Astrofísica Extragaláctica e Filosofia da Ciência na Universidade de Notre Dame, EUA).

Letícia Yazbek
Leia Mais:

Assine e Ganhe

ESCOLA

  1. 1 Quer assistir apresentações de corais, orquestras e peças e sentir como era São Paulo no século 20? O Teatro Municipal é o lugar certo!  Theatro Municipal de São Paulo: Cartão-postal da cidade
  2. 2 Confira 7 curiosidades sobre o trânsito
  3. 3 Conheça o trabalho de 6 mestres da Filosofia
  4. 4 Quais são os museus mais visitados do mundo?
  5. 5 Aprenda a reduzir o consumo de energia elétrica em casa