Para que servem os satélites artificiais?

Eles vivem ao redor do nosso planeta e são muito importantes para as tecnologias da Terra. Descubra mais sobre eles

Letícia Yazbek Publicado sexta 2 julho, 2021

Eles vivem ao redor do nosso planeta e são muito importantes para as tecnologias da Terra. Descubra mais sobre eles
Imagem ilustrativa de um satélite - Pixabay

Os satélites artificiais são equipamentos construídos pelo homem. Depois de serem lançados no espaço, permanecem em órbita ao redor da Terra. Eles se tornaram muito importantes para o uso de tecnologias na Terra, a comunicação e os estudos sobre o nosso planeta.

Lá atrás

No século 17, o físico inglês Isaac Newton descobriu a possibilidade de lançar objetos que pudessem permanecer em órbita ao redor da Terra. Ele imaginou que, da mesma forma que a Lua orbita a Terra, também seria possível fazer com que objetos construídos pelo homem pudessem orbitar nosso planeta.

Sinal russo

O primeiro satélite foi o Sputnik I, colocado em órbita pela União Soviética, em 1957. Ele pesava aproximadamente 83 quilos e não tinha uma função específica – apenas transmitia um sinal que podia ser percebido por meio de um rádio.

No Brasil

Por aqui, o primeiro satélite artificial foi o SCD-1, lançado em 1993 pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). O objetivo do SCD-1 é coletar dados meteorológicos nas diferentes regiões do Brasil.

Corpos parecidos

Apesar dos satélites terem diferentes funções, eles têm estruturas parecidas. Todos precisam de energia, por isso a maioria conta com painéis solares. Também há antenas de comunicação, que enviam e recebem dados da Terra.

Conheça os principais tipos de satélites artificiais:

Observação: utilizados para criação de mapas e observação do meio ambiente. Eles monitoram toda a superfície do planeta.

Comunicação: usados por meios de comunicação – eles enviam os sinais de televisão, rádio, telefonia e internet.

Navegação: utilizados por aviões, navios e automóveis para fornecer um posicionamento na superfície terrestre. O GPS usa esse tipo de satélite.

Meteorologia: monitoram o tempo e o clima do planeta e são utilizados para prever as condições meteorológicas.

Militares: costumam ser usados para observar territórios de outros países. Também são chamados de satélites espiões.

Exploração: os telescópios espaciais, usados para observar o espaço, também são satélites. O mais conhecido é o telescópio Hubble.

Espaço para todos

Dependendo da função, os satélites são colocados em órbitas de diferentes altitudes. Os de comunicação, por exemplo, ficam a uma altitude de cerca de 36 mil quilômetros. Já os satélites que fotografam a superfície da Terra ficam a uma altitude mais baixa, de  até 2.000 quilômetros.

Olhe para o céu!

Você sabia que os satélites artificiais podem ser vistos da Terra a olho nu? A melhor hora para vê-los é duas horas antes do Sol nascer ou duas horas depois do Sol se por, quando o astro ilumina diretamente os satélites. Vistos daqui, eles parecem estrelas se movendo rápido no céu!

Lixo espacial

Cerca de 3.000 satélites artificiais estão em funcionamento. Por ano, dezenas de satélites novos são lançados. Eles funcionam, em média, por 10 anos. Quando um satélite deixa de funcionar, ele pode ser lançado na atmosfera para ser destruído ou colocado em uma órbita que não ofereça riscos a outros satélites. Há órbitas destinadas apenas a satélites que não operam mais. As partes de satélites que não funcionam formam o lixo espacial, que orbitam a Terra por tempo indefinido.

 

Consultoria: Leandro Guedes (pós-graduação em Astrofísica Extragaláctica e Filosofia da Ciência na Universidade de Notredame, EUA).

Último acesso: 30 Nov 2021 - 11:16:37 (1088223).