Recreio
Planetário / Espaço

O que poderia acontecer se a Terra parasse de girar?

Os seres vivos passariam a ter enormes dificuldades para se adaptar às novas condições de vida, e muita coisa mudaria. Descubra!

Letícia Yazbek Publicado em 09/10/2020, às 11h30 - Atualizado às 16h45

O planeta Terra - Pixabay
O planeta Terra - Pixabay

Os pesquisadores não sabem ao certo quais seriam as consequências que os seres vivos enfrentariam caso a Terra parasse de girar — ou seja, deixasse de realizar o movimento de rotação. Mas, certamente, muita coisa mudaria por aqui, e o mais provável é que a vida no planeta fosse extinta.

Se a Terra parasse de girar abruptamente, a atmosfera do nosso planeta continuaria girando, o que causaria ventos extremamente fortes. As placas tectônicas também continuariam em rotação, e colidiriam umas com as outras, produzindo terremotos violentos.

A água dos mares voltaria para os polos, e alguns mares e oceanos se tornariam enormes desertos. Já os planetas localizados acima dos trópicos seriam engolidos pelas águas.

Se o planeta parasse de girar em torno de si mesmo e continuasse o movimento ao redor do Sol, um dia duraria seis meses e uma noite também. Assim, duas situações extremas aconteceriam: durante metade do ano, o planeta enfrentaria um calor escaldante, e, na outra metade, um inverno rigoroso e escuro.

Isso provavelmente faria com que os seres vivos sofressem alterações para se adaptar à nova condição, e praticamente todos eles seriam extintos — talvez algumas espécies abissais, que vivem nas profundezas do oceano, conseguiriam sobreviver.

Além disso, se o núcleo terrestre parasse de girar, o campo magnético da Terra deixaria de existir. Os ventos solares atingiriam diretamento a face iluminada do planeta, o que, ao longo do tempo, acabaria com boa parte da atmosfera terrestre e faria com que uma grande quantidade de radiação chegasse à superfície.