Recreio
Pets / Adoção

Será que você está pronto para ter um cão ou gato?

Quer adotar um animal de estimação, mas não sabe se está preparado para essa responsabilidade? Descubra!

Lucas Vasconcellos Publicado em 31/01/2020, às 14h00

Getty Images
Getty Images

Apesar de a experiência de conviver com um bicho de estimação ser incrível, ela também traz um monte de responsabilidades. Animais precisam de comida, água, atenção e muitos outros cuidados. Por isso, antes de bater o pé em casa para viver essa aventura, responda: você está preparado para cuidar desse animal que passará a viver com você?

Outra questão importante a se pensar é: você quer um pet para brincar muito com ele ou para ter companhia? Pense em quais são as suas expectativas em relação ao novo amigo. Assim, é possível decidir que tipo de animal - e de raça - será perfeito para você!

Gatos se divertem mais sozinhos e são ideais para quem é mais calmo – o mesmo vale para algumas raças de cães, como lulu da pomerânia e shih tzus. Se você é mais agitado, pode combinar melhor com cães mais ativos, como labradores ou border collies.

Com o pet em casa, saiba que muita coisa mudará no seu dia a dia. Por exemplo: a sujeira dentro de casa será maior - cães e gatos soltam pelos! - e, possivelmente, móveis e objetos que você adora serão danificados.

Outra coisa a se pensar na hora de ter um pet é na rotina. O seu tempo também será dele. Pense no que você costuma fazer no dia a dia e veja se é possível encaixar horários para brincar ou passear com o pet, por exemplo.

Ter um bicho de estimação também custa dinheiro – da consulta ao veterinário a produtos de higiene específicos. É importante conversar com seus pais para ver de que forma esses gastos terão impacto na vida da família.

Várias coisas podem ajudar seu bicho de estimação a se acostumar ao novo lar. Quando ele chegar, mostre onde irá dormirá, deixe as vasilhas de comida e água preparadas e, principalmente, arrume o local para xixi e cocô. Tudo isso é importante para que o animal crie hábitos na sua casa. Além disso, nas primeiras semanas, tente manter a rotina o mais normal possível – assim, seu novo amigo entrará no ritmo da família.