pets   / Curiosidades

5 dicas que vão mudar a forma como você passeia com o seu cachorro

Entenda como lidar com os problemas que podem surgir nesse momento tão especial

Letícia Yazbek Publicado sexta 4 setembro, 2020

Entenda como lidar com os problemas que podem surgir nesse momento tão especial
Cena da animação A Vida Secreta dos Bichos - Divulgação/Universal Pictures

Os cachorros podem apresentar muitos problemas durante o passeio, como puxar demais a guia, pular nas pessoas e enroscar a guia nas pernas do dono. Esses comportamentos podem acontecer por diversos motivos: o pet está acostumado a fazer o que quer e não enxerga o dono como um líder, ele está ansioso para explorar o ambiente ou tem muita energia e quer fazer exercício extra. Muitas vezes, o cão também acha que faz parte do passeio ser puxado pelo pescoço. 

Passeio interrompido

Para fazer o pet se comportar na hora do passeio, você deve mostrar para ele que, enquanto agir dessa forma, não terá passeio. Cada vez que o cão puxar a guia, pare de andar. Ele tentará puxar, mas fique firme até que ele desista. Nunca dê bronca. Quando ele se acalmar e afrouxar a guia, volte a andar. Faça isso sempre que ele puxar, até ele entender que, quando está puxando, trava o passeio, e quando não puxa consegue passear.

Caminho diferente

Outra dica é mudar de direção toda vez que o pet passar à sua frente. Dê meia volta e saia andando no sentido oposto. No começo, ele ficará surpreso, mas depois começará a prestar atenção em você para saber onde deve ir, evitando se adiantar muito.

Dê recompensas!

Lembre-se sempre de recompensar as atitudes corretas do cão durante o passeio. Se ele estiver andando ao seu lado, sem travar, elogie, faça carinho ou dê um petisco de que ele gosta. Assim, você o estimula a tentar acertar outra vez.

Em casa

Você também pode solucionar os problemas na hora do passeio com medidas dentro de casa, por exemplo, oferecendo brincadeiras e estímulos. O cão ficará menos agitado e, por isso, não ficará tão ansioso na hora de sair para passear. Outra ideia é tentar usar comandos simples, como SENTA, FICA e NÃO. Quando o pet tentar sair pela porta, faça-o esperar e use os comandos.

Aos poucos

A obediência e os treinos devem começar em casa. Ele deve ser capaz de obedecer a comandos simples e de andar perto do dono na coleira em um local com poucos estímulos, como dentro de casa, no quintal ou na garagem do prédio.

Os gatos também podem ser ensinados a passear na rua, mas tudo depende da socialização, da personalidade do bicho e de muita paciência. A coleira deve ser do tipo peitoral, bem segura, e o gato deve estar acostumado a ela.

 

Consultoria: Alexandre Rossi (especialista em comportamento animal e autor do livro Adestramento Inteligente)

Último acesso: 30 Nov 2021 - 11:59:43 (1090476).