Descubra quais são os 7 maiores mitos sobre os gatos

Há anos, diversas crenças sobre os gatos fazem parte do imaginário popular. Descubra a verdade sobre algumas delas!

Letícia Yazbek Publicado sexta 22 janeiro, 2021

Há anos, diversas crenças sobre os gatos fazem parte do imaginário popular. Descubra a verdade sobre algumas delas!
Imagem ilustrativa de um gato - Pixabay

Muitos povos antigos adoravam os gatos e os associavam a seres sagrados. Mas na Idade Média muita coisa mudou, e os bichanos passaram a ser relacionados à feitiçaria e ocultismo, o que deu origem a diversos mitos que permanecem no imaginário popular até hoje.

1. Gatos têm sete vidas

O mais provável é que esse ditado tenha surgido porque os bichanos têm muita habilidade física, além de agilidade e boa visão e audição. Essas qualidades fazem com que estejam sempre em alerta. Assim, costumam escapar ilesos dos principais riscos de acidentes e dificilmente se machucam. Mas é sempre importante lembrar: gatos não têm sete vidas e podem sofrer ferimentos graves se forem expostos a perigos.

2. Os gatos sempre caem de pé

Isso nem sempre acontece. Gatos precisam estar a uma altura acima de 30 centímetros para conseguir cair sobre as quatro patas. A altura é fundamental para que eles tenham tempo de virar o corpo – tudo acontece  graças ao forte senso de equilíbrio que permite movimentos rápidos. Além disso, durante a queda, os olhos e os ouvidos do gato enviam uma mensagem ao cérebro sobre a posição da cabeça em relação ao solo. O cérebro responde com comandos para os músculos, que corrigem a postura da cabeça e alinham o corpo do animal. Mas, às vezes, o cérebro pode se confundir e o gato se machuca na queda!

3. Gatos pretos dão azar

Essa é só uma superstição que surgiu na Europa durante a Idade Média. Na época, diziam que as bruxas se disfarçavam de gatos e saiam pelas ruas à noite. Se o animal fosse preto, o medo aumentava porque achavam que a cor estava ligada à escuridão e ao mal. Hoje, em países como Japão e Inglaterra, encontrar um gato preto é sinal de sorte.

4. Gatos odeiam água

Depende da espécie. Algumas delas, como o maine coon e o angorá turco, adoram água. Se não tiverem um rio ou lago por perto, eles podem até se enfiar debaixo da torneira ou do chuveiro. Para outras raças, o contato com a água é apenas uma questão de costume. Por isso, é importante educá-las a uma rotina de banho desde cedo. Aos poucos, eles vão se acostumando!

5. Gatos são interesseiros

Na verdade, os gatos têm uma natureza mais independente, por isso não sentem a necessidade de estar sempre junto ao dono, como costuma acontecer com os cães. Essa característica desagrada muitas pessoas, que julgam os bichanos como interesseiros ou desobedientes.

6. Gatos se apegam à casa, e não aos donos

É verdade que os gatos têm um grande senso territorial e se apegam, sim, à casa. Mas eles também são animais sociais e se apegam muito aos donos. A tendência é de que eles sempre acompanhem a família, mesmo que ela se estabeleça em um lugar diferente.

7. Gatos enxergam no escuro

Eles têm uma visão noturna dez vezes melhor que a humana, mas não enxergam totalmente no escuro. É necessário que haja uma determinada quantidade de luz - assim, uma camada de células que existe nos olhos dos bichanos consegue refleti-la de volta à retina, fazendo com que eles enxerguem.

Último acesso: 30 Nov 2021 - 11:39:33 (1098977).

Leia também