Recreio
Pets / Comportamento

Como saber se o seu pet está triste?

Momentos de tristeza e até depressão são comuns em cães e gatos. Saiba o que fazer se isso acontecer

Letícia Yazbek Publicado em 08/06/2020, às 10h12 - Atualizado às 10h13

Cena do filme A Vida Secreta dos Bichos - Divulgação
Cena do filme A Vida Secreta dos Bichos - Divulgação

Pets podem ficar tristes por algumas razões, como quando se sentem sozinhos ou não conseguem algo que desejam. Nesse momento, gatos e cães costumam permanecer muito tempo deitados, sem vontade de brincar ou comer. Acontece de eles fazerem xixi e coco no lugar errado e latir ou miar com frequência. É comum aparecer alterações como diarreia, agressividade e vômito – às vezes, arrancam os pelos e mordem as patas.

Algumas atitudes diminuem a chance de a tristeza surgir: dê atenção ao bichinho com carinhos e brincadeiras, evite deixá-lo sozinho por muito tempo (se não tiver jeito, mantenha as janelas abertas – protegidas por telas). Alguns cachorros podem ficar tristes quando há muito barulho. Nesse caso, além de evitar o som em excesso, coloque algodão nos ouvidos dele em situações barulhentas.

Principais causas da tristeza em cães e gatos

- Separação de uma pessoa próxima
- Mudanças no ambiente ou na rotina
- Chegada de um novo pet ou bebê na família
- Ficar muito tempo sozinho, longe do dono
- Falta de brinquedos ou de uma dieta balanceada

Além da tristeza

A depressão é uma doença séria que pode atingir os pets. Ela acontece quando o animal passa por um trauma, seguido de um período longo de tristeza. Se o seu bicho apresentar sintomas de depressão (muitas vezes, lembram problemas físicos, como uma infecção) e não responder às tentativas de melhora, faça uma visita ao veterinário para o tratamento adequado.



Consultoria: Guilherme Soares (médico veterinário) e Jonas Byk (biólogo especialista em comportamento animal).