Recreio
Pets / Comportamento

Adestramento: Comandos básicos para ensinar ao seu pet

O adestramento é importante para exercitar a obediência do cão e evitar problemas de comportamento

Letícia Yazbek Publicado em 07/01/2020, às 13h00

Getty Images
Getty Images

O adestramento deve começar quando o cão ainda é filhote – é nessa fase que ele ainda está construindo os hábitos e consegue corrigir maus comportamentos. Você mesmo pode colocar algumas técnicas em prática e ensinar comandos básicos. O importante é ter paciência e agir sempre com carinho e dedicação.

O comando para fazer o cão sentar é um dos mais simples de serem ensinados. Coloque um petisco na palma da mão, virada para cima, erguida acima da cabeça dele. Vá levantando a mão até que ele desista e se sente. Repita o exercício até que ele passe a sentar todas as vezes que você erguer a recompensa. Depois disso, você pode usar a palavra senta (com ênfase na primeira sílaba) e fazer o gesto, como se estivesse erguendo algo.

Para fazer o pet ir até você, mostre a ele alguma recompensa e faça um gesto chamando-o para perto. Quando ele chegar, dê a ele a recompensa. Você pode fazer isso usando a coleira, trazendo o cão na sua direção. Repita até ter sucesso em todas as vezes. Aí, introduza o comando vem e use-o junto com o gesto. Depois de uma semana de treino, comece a praticar sem a coleira.

Para fazer o cão ficar onde ele está, coloque a palma da mão na frente dele. Dê alguns passos para trás. Se ele se mover, volte e repita o comando. Quando ele ficar, recompense o comportamento. Assim que ele entender que precisa esperar para receber a recompensa, faça o gesto e diga o comando fica.

Fique ligado!

No início do adestramento, não diga as palavras de comando. Se fizer isso, o cão vai associar incertezas e ansiedade com essa palavra e vai aprender a ignorar o comando. Espere até que ele entenda o comportamento esperado e só depois utilize o comando.

Consultoria: Alexandre Rossi. Adestramento inteligente: como treinar seu cão e resolver problemas de comportamento. Editora Benvirá, 2015.