Recreio
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio
Natureza / Mistérios

12 perguntas sobre a natureza que todo mundo já se fez

Um raio pode cair duas vezes no mesmo lugar? E por que o céu é azul? Descubra a resposta para estes e outros questionamentos!

Bruna Cardoso e Letícia Yazbek Publicado em 24/09/2021, às 09h00 - Atualizado em 07/05/2022, às 12h00

Imagem ilustrativa da natureza - Pixabay
Imagem ilustrativa da natureza - Pixabay

1. Um raio pode cair duas vezes no mesmo lugar?

As chances são pequenas, mas nada impede que isso aconteça. O edifício Empire State Building, em Nova York (Estados Unidos), por exemplo, é atingido por raios 25 vezes todos os anos. Alguns locais, como topos de prédios e árvores grandes e isoladas, são mais propensos a receberam descargas elétricas porque elas se concentram nas extremidades de qualquer objeto. Por isso, se perceber que uma tempestade se aproxima, evite ambientes abertos, como campos de futebol e parques — seu corpo pode acabar atraindo o raio. 

2. Por que o céu é azul?

A luz solar possui todas as cores que vemos no arco-íris (vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e roxo). Elas são feitas de ondas eletromagnéticas e têm diferentes comprimentos de onda. O conjunto de todas essas cores resulta na luz do Sol, que é branca. Ao atingir a atmosfera, essa luza branca encontra pequenas partículas de gases, que funcionam como prismas (separando e espalhando as cores que formam a luz). As que têm tom azulado brilham de um jeito parecido com as moléculas dos gases. Por isso, acabam se trombando mais com essas partículas. Aí, são espalhadas mais facilmente do que as outras cores, fazendo o céu ganhar o tom azul.

3. O que faz o entardecer ser alaranjado?

Quando o Sol está nascendo, ou se pondo, existe mais ar da atmosfera entre a luz solar e a gente do que no restante do dia. Por isso, antes de chegar aos nossos olhos, quase todas as cores que formam a luz solar acabam sendo espalhadas pela atmosfera. A única cor que consegue vencer tanto ar é a vermelha — ela tem comprimento de onda maior. Por isso, o céu fica alaranjado.

4. Como os ventos se formam?

Isso tem a ver com a variação de temperatura. A atmosfera terrestre não possui temperatura única: existem pontos onde faz mais calor e outros mais frios. Nos mais quentes, o ar sobe e a pressão fica menor, fazendo com que o ar frio ocupe o espaço. Essa movimentação e as diferenças de temperatura fazem com que o ar se desloque, formando os ventos. Existem vários tipos, como: constantes, alísios (ocorrem mais nas regiões tropicais) e os periódicos (como as monções, que atingem mais o Sul e o Sudeste da Ásia).

5. De onde vêm as nuvens?

Elas são formadas de gotículas de água ou finos cristais de gelo resultantes da evaporação da água de mares, rios, lagos, piscinas e até mesmo do corpo humano (enquanto transpiramos!). As nuvens se deslocam com a ajuda do vento. Quando as condições são favoráveis (elas estão muito carregadas de vapor de água e em altitude elevada), as nuvens retornam ao estado líquido, formando a chuva.

6. Por que não neva sempre que faz frio?

Não basta estar frio para que a neve se forme. Esse fenômeno é o resultado da passagem do vapor de água diretamente para o estado sólido. Para que isso ocorra, é preciso que ocorram algumas condições de temperatura, umidade e pressão atmosférica. Em locais de grande altitude, onde a pressão atmosférica é baixa e a temperatura também, a neve é mais comum.

7. Existem menos plantas nos desertos?

Sim! O deserto tem condições ambientais conhecidas como extremas, onde é muito difícil a sobrevivência da maioria dos seres vivos. Por exemplo: existe pouca água e as temperaturas são muito altas. Nesses locais, vivem apenas os organismos que são adaptados a essas condições. Um exemplo são os cactos. Eles têm folhas modificadas (os espinhos), que ajudam a diminuir a perda de água.

8. O mar pode ter outras cores, além do azulado e esverdeado?

Normalmente, vemos o mar azulado porque a luz solar que atinge a superfície da água é quase toda absorvida, fazendo apenas os comprimentos de onda mais curtos (azul e violeta) serem refletidos. Mas a cor do mar depende de uma série de fatores e, por isso, pode variar. É que os raios solares interagem com substâncias dissolvidas na água. Quanto mais limpo e livre de partículas o oceano estiver, mais azul arroxeado ele ficará. Nas regiões costeiras, onde rios desaguam cheios de sedimentos, o mar pode ficar amarronzado. Outo caso que altera a cor é a presença de microalgas, que crescem em grande quantidade, colorindo o mar.

9. Como o arco-íris se forma e por que ele tem aquelas cores?

Você já deve te percebido que o arco-íris sempre surge após uma chuva forte. Nesse momento pode acontecer algo chamado de difração da luz: a luz solar (que é branca) passa por gotículas de água que ficaram suspensas no ar e se divide nas sete cores do arco-íris: violeta, anil, azul, verde, amarelo, laranja e vermelho.

10. Por que as pedras são duras?

As pedras são mais ou menos duras dependendo das forças de ligação entre as unidades que formam a estrutura delas (átomos ou moléculas). Em materiais sólidos, as unidades estruturais ocupam posições bem definidas e não podem se deslocar facilmente. Já nos líquidos, o deslocamento é mais fácil, o que explica a pouca dureza desse tipo de substância. Para medir a dureza dos minerais foi estabelecida uma escala de 1 a 10 — o diamante recebe 10, por ser muito duro!

11. O ar tem peso?

Apesar de ser invisível, o ar é formado por diversos elementos, como oxigênio, gás carbono, oxônio e muitos outros gases — todos eles compostos de átomos. Esses átomos têm massa, o que quer dizer que o ar também possui massa — e peso! Um jeito de entender melhor isso é pensar na famosa pressão atmosférica: ela existe justamente por causa do peso do ar, que exerce uma pressão sobre a superfície do planeta.

12. Por que as flores são coloridas?

Substâncias chamadas de pigmentos dão cor às flores. E isso não serve só para enfeitar: a cor chama a atenção dos animais que fazem a polinização (levam os grãos de pólen para outras flores). Alguns bichos têm preferência por cor: besouros costumam ser atraídos por branco, creme, amarelo e verde; borboletas, em geral, preferem amarelo, branco, laranja, rosa e vermelho; e as abelhas que produzem mel costumam se aproximar das flores amarelas e azuis.

Consultoria: José Schifino (graduado em Engenharia Química pelo Instituto de Química de São Paulo) e Mariana de Oliveira (Departamento de Botânica do Instituto de Biociências da USP).