Recreio
Natureza / Frutos

Guaraná: Conheça o fruto que deu origem ao famoso refrigerante brasileiro

Conhecido pelos índios brasileiros há séculos, o guaraná é típico da Floresta Amazônica

Lucas Vasconcellos Publicado em 14/05/2021, às 12h30 - Atualizado às 15h38

Fruto Guaraná - Wikimedia Commons
Fruto Guaraná - Wikimedia Commons

Talvez você não saiba, mas o refrigerante sabor guaraná vem de um fruto, também chamado guaraná. Ele é típico da Floresta Amazônica e encontrado no Brasil e na Venezuela. De cor avermelhada, possui semente escura e é coberto por uma área branca. Quando amadurece, o fruto se abre, criando uma fenda por onde a semente pode ser vista — ela lembra um olho!

De acordo com a botânica, o certo é chamar o guaraná de fruto e não de fruta. Apenas os frutos carnosos, geralmente doces e servidos como sobremesa recebem o nome de fruta — caso da laranja, banana e goiaba, por exemplo. Fruto é um termo genérico para se referir ao órgão da planta que abriga as sementes — caso do guaraná.

A semente do guaraná possui grande quantidade de cafeína, substância também presente no café e no chocolate. Ela tem propriedades que servem de estimulante para o cérebro e para o coração. Com isso, ao consumir alguns produtos, como o guaraná em pó, o ser humano fica mais ligado — esse efeito não vale para o refrigerante.

Bem antigo

O guaraná já era cultivado por índios que viviam em nosso país antes da colonização europeia. O primeiro europeu a descobrir o fruto foi o médico e botânico alemão Christian Franz Paullini, no século 16. O nome científico da espécie guaraná (Paullinea cupana) foi dado em homenagem a ele.

Pé de guaraná

Esse fruto nasce em cachos, no guaranazeiro: árvore que alcança até 10 metros de altura, tem flores brancas e grandes. O fruto demora entre três e cinco anos para surgir e a colheita é feita de maneira manual. O maior produtor de guaraná no Brasil é o estado da Bahia.

Após a colheita do guaraná, os produtores retiram a semente do fruto (a parte preta). Então, eliminam a gosma branca que a envolve. Em seguida, a semente é lavada, seca e torrada. Só aí está pronta para dar a origem, por exemplo, ao refrigerantes.

Da árvore para a garrafa

A ideia de transformar o guaraná em xarope surgiu em 1905, por meio do médico Luiz Pereira, de Resende (Rio de Janeiro). Já no ano seguinte, foi lançado o primeiro refrigerante do fruto: o Guaraná Cyrilla, de Santa Maria (Rio Grande do Sul). Ainda hoje, a bebida é feita a partir de um extrato do fruto.

Fruto lendário

Um mito diz que o guaraná surgiu após uma tragédia. Na tribo indígena Maués havia um casal que estava junto há muito tempo, mas sem filhos. Certo dia, o casal pediu uma criança para Tupã (rei dos deuses na cultura tupi-guarani). Eles receberam um menino. O garoto cresceu e se tornou uma ótima pessoa, despertando a inveja de Jurupari (deus da escuridão), que se transformou em uma serpente e matou o jovem. Naquele dia, trovões ecoaram forte. Era um recado de Tupã para a mãe: ela deveria plantar os olhos do filho. No lugar, nasceram os frutos de guaraná

Consultoria: Antonio Salatino (professor titular sênior do Departamento de Botânica da USP). Fonte: Lendas Amazônicas (Sumauma, por Rosa Clement).