Recreio
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio
Mapa-Múndi / Países

Visita sinistra: Conheça a Capela de Ossos, em Portugal

Um dos monumentos mais conhecidos da cidade de Évora, ela é toda feita com ossos e crânios de pessoas

Shirley Paradizo Publicado em 05/05/2020, às 13h00 - Atualizado em 20/03/2022, às 10h00

Parede da Capela de Ossos, em Portugal - Wikimedia Commons
Parede da Capela de Ossos, em Portugal - Wikimedia Commons

Localizada na cidade de Évora, em Portugal, a igreja de São Francisco abriga em seu subsolo um dos monumentos mais estranhos do mundo: a Capela de Ossos. Ela foi construída entre os séculos 16 e 17 por inciativa de três monges que queriam revestir toda a capela com ossos humanos.

O número de ossos que decoram a capela foi estimado em 5 mil. Diz a lenda que eram de soldados que morreram em uma grande batalha ou que foram vítimas da peste. É também provável, que os ossos tenham sido recolhidos de outros cemitérios das igrejas próximas.

Na Idade Média, a Igreja Católica não permitia que os corpos das pessoas fossem cremados. Então, eles precisavam ser enterrados. Como não existiam cemitérios como hoje, as pessoas eram enterradas nos terrenos das igrejas e acabaram ficando superlotados! Para resolver o problema, passou-se a adotar na Europa a prática de usar os ossos dos mortos para construir igrejas e capelas.

 Interior da Capela dos Ossos
 Interior da Capela dos Ossos / Crédito: Wikimedia Commons

A capela foi construída no dormitório de um dos monges que habitavam o local. Ela é composta por três ambientes e a luz entra apenas três pequenas frestas.

O local tem ossos por todos os cantos. Chão, paredes, teto e pilares foram todos revestidos com crânios e várias partes de ossos humanos, unidos com cimento. Até os ossos dos monges responsáveis pela decoração de seu interior estão por lá, só que ficam em um pequeno caixão branco.