Mapa-Múndi | Arqueologia

Sítios arqueológicos incríveis ao redor do mundo

Conheça alguns dos principais sítios arqueológicos do mundo: eles guardam informações importantes sobre a história humana

segunda 2 dezembro, 2019
Foto:Getty Images

O maior da América

Criado, em 1979, para proteger alguns dos mais importantes sítios arqueológicos do nosso país, o Parque Nacional Serra da Capivara (Piauí) ocupa área de 135 mil hectares (o equivalente a 189 mil campos de futebol). Ali está a maior concentração de sítios pré-históricos do continente americano: são mais de mil sítios com pinturas rupestres, artefatos de cerâmica e ossos de animais. As pinturas mais antigas foram feitas entre 30 mil e 40 mil anos atrás.

Notícias Relacionadas

Na floresta

Em 1990, um estudo feito na Caverna da Pedra Pintada, em Monte Alegre (Pará), mostrou que grupos indígenas pré-coloniais (antes de chegada dos europeus à América) ocuparam a Amazônia há cerca de 10 mil anos, diferentemente do que se pensava até então. Por lá, foram encontrados vestígios de fogueiras, pontas de lanças e pedaços de objetos de cerâmica. Também há pinturas que representam plantas e animais.

Moradia submersa

Já ouviu falar de sítios palafíticos? São vestígios de casas pré-históricas, chamadas de palafitas, submersas nas margens dos lagos e pântanos da região dos Alpes, na Alemanha, Áustria, França, Itália, Eslovênia e Suíça. Existem 111 sítios desses sítios (56 estão na Suíça). As casas, que teriam sido habitadas entre 7 mil antes de Cristo e 3 mil anos atrás, contém informações sobre as técnicas e o cotidiano dos primeiros agricultores da Europa.

Conjunto de monumentos

A pequena cidade de Antequera (Espanha) tem 40 mil habitantes e 2 mil anos de história. Por lá, o principal atrativo são os dólmenes: grandes monumentos de pedra com câmaras onde eram colocados os mortos, por volta de 4.500 anos atrás. Merecem destaque especial os dólmenes de Menga, de Vieira e del Romeral.

Museu ao ar livre

O Parque Arqueológico do Vale do Côa é um museu de arte rupestre a céu aberto. Ele reúne sítios pré-históricos nas margens do rio Coa, em Portugal. São mais de 70 sítios ao longo de 26 quilômetros – três deles são abertos para visitas. As gravuras em pedra, feitas entre 24 mil e 12 mil anos atrás, representam caçadores e animais, como cavalos e bisontes.

Pegada infantil

No sul da França fica a Caverna de Chauvet, descoberta em 1994, quando pesquisadores encontraram fósseis de vários animais, alguns já extintos. Nas paredes, havia pinturas bem conservadas, feitas em tinta preta, representando leões, rinocerontes, mamutes e seres humanos. Também foram achados restos de fogueiras e a impressão de um pé de criança. A caverna teria sido ocupada em dois períodos: de 30 mil a 32 mil anos atrás e de 25 mil a 22 mil anos atrás.

Preservada pela natureza

Um dos conjuntos de pinturas indígenas pré-coloniais (antes de chegada dos europeus à América) mais importantes do mundo é a caverna de Altamira, em Santillana del Mar (Espanha). As pinturas e gravuras mostram animais, seres humanos e desenhos abstratos. Foram feitas com carvão vegetal e pigmentos minerais, entre 40 mil e 15 mil anos atrás – por volta de 13 mil anos atrás, a queda de uma rocha bloqueou a entrada da caverna, impedindo a ocupação humana e preservando as pinturas.


 

Consultoria: Francisco de Castro Bonfim Júnior (professor de Paleontologia da UESC) e Jorge Eremites de Oliveira (professor do Departamento de Antropologia de Arqueologia).

Letícia Yazbek
Leia Mais:

Assine e Ganhe

FAMOSOS

  1. 1 Nem sempre os livros contam histórias inventadas. Confira cinco sugestões de obras baseadas em fatos reais 5 livros sobre histórias reais
  2. 2 Qual é a importância da música na nossa vida?
  3. 3 Quando usar mais e mas?
  4. 4 5 livros sobre a felicidade
  5. 5 A poluição do plástico no meio ambiente