Recreio
Mapa-Múndi / Oceanos

Oceano Ártico: O menor de todos

Menor oceano entre os cinco existentes na Terra, o Ártico fica no extremo norte do planeta

Maria Carolina Cristianini Publicado em 25/05/2020, às 13h00 - Atualizado em 23/10/2020, às 15h49

Getty Images
Getty Images

O menor dos cinco oceanos que existem na Terra, o Ártico fica no extremo norte do planeta, entre o estreito de Bering (entre o Alasca e a Rússia); as ilhas ao norte do Canadá; a Groenlândia e o arquipélago de Svalbard; e a abertura para o Mar de Barents (entre Svalbard e a Noruega). Esse oceano está sob a constelação da Ursa Meponor. Daí vem o nome: em grego, a palavra arctos significa urso.

O Oceano Ártico tem uma área de 14 milhões de quilômetros quadrados - cerca de oito vezes a área do Alasca. A profundidade média das águas do Ártico é de 987 metros.

Até a década de 1890, achava-se que o Oceano Ártico tinha águas rasas e uma camada de gelo imóvel. Foi naquela época que o explorador norueguês Fridtjof Nansen comprovou que as águas do Ártico são profundas, com uma calota de gelo flutuante.

Ao longo dos últimos 3 milhões de anos, o Ártico ficou coberto por gelo marinho, que aumenta e diminui de acordo com as estações - fica menor no verão e maior no inverno. Mas pesquisas indicam que, por causa do aquecimento global, esse oceano pode ficar totalmente sem gelo durante o verão por volta do ano 2030!

Apesar de, fora da água, a temperatura no Ártico chegar a 60 graus Celsius negativos, a calota de gelo mantém a temperatura da água em torno de 0 grau Celsius, com pouca variação.

A diminuição do gelo marinho no Ártico causa vários problemas, especialmente para os animais. Sem as placas congeladas, ursos-polares, por exemplo, não tem onde se apoiar para ir atrás de focas, uma das presas prediletas deles. Assim, atacam filhotes de morsas, animais que normalmente não caçam. Isso gera um desequilíbrio e coloca os ursos-polares em risco – durante esse tipo de caça, eles podem ser atacados por morsas adultas.