Recreio
Escola / Profissões

O que é preciso para se tornar médico?

Para lidar com a saúde das pessoas, é preciso ser responsável e disciplinado. E tem muito mais no caminho de quem quer se tornar um médico!

Letícia Yazbek Publicado em 22/03/2022, às 18h24

Imagem ilustrativa de médicos na sala de cirurgia - Pixabay
Imagem ilustrativa de médicos na sala de cirurgia - Pixabay

Cheio de tarefas

A medicina trabalha com a manutenção da saúde, lidando com a prevenção e a cura de doenças e dos problemas que afetam o organismo humano. O médico é o profissional responsável por pesquisar as doenças, diagnosticar os pacientes e oferecer o tratamento adequado para cada situação. Ele também pode solicitar exames, prescrever medicamentos, recomendar restrições alimentares e realizar cirurgias.

Muito esforço

Se você é disciplinado, curioso e adora pesquisar sobre o funcionamento do corpo humano, já tem algumas das características essenciais para se tornar um médico. Esse profissional também precisa ser responsável, cuidadoso e saber lidar com as pessoas. É importante estar sempre estudando e se atualizando sobre as novas pesquisas da área.

Seis anos intensos!

Para ser médico, é necessário cursar a faculdade de medicina, que dura cerca de seis anos. As aulas são em período integral. Nos dois primeiros anos, os alunos têm disciplinas básicas, como anatomia e fisiologia. No terceiro e no quarto ano, eles entram em contato com pacientes e trabalham com exames e diagnósticos. Já os últimos dois anos do curso são voltados para o treinamento em hospitais.

Mais estudo!

Depois da faculdade, é preciso passar por dois anos de estágio em hospitais — é a residência, necessária para adquirir experiência na área. Aí, o aluno faz uma pós-graduação no ramo em que deseja se especializar — essa fase dura mais dois anos. Ele pode se especializar em cardiologia (coração), infectologia (infecções), neurologia (sistema nervoso), pneumologia (sistema respiratório), entre outras áreas. Também dá para seguir pelo caminho da cirurgia (geral, mãos e pés ou plástica, por exemplo).

Vários caminhos

Além de finalizar o curso de medicina e completar a residência, o médico precisa estar registrado no Conselho Regional de Medicina (CRM). Então, ele atenderá em hospitais, clínicas médicas, consultórios particulares, postos de saúde, clubes esportivos e grandes empresas (como médico do trabalho, que preserva a saúde dos trabalhadores). Também pode exercer funções de administração, assumindo cargos de coordenação e direção, por exemplo.

Vida acadêmica

Após a graduação, também é possível fazer mestrado e doutorado na área escolhida. Quem escolhe esse caminho pode se tornar pesquisador ou professor em universidades. Mas quem opta pelo mestrado também pode trabalhar em grandes hospitais — a experiência na área acadêmica é vista como um diferencial importante.

No Brasil, existem mais de 180 faculdades que oferecem o curso de medicina. Algumas das mais concorridas estão na Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).