Saiba mais sobre o Museu Britânico, um dos mais importantes do Reino Unido

Com uma coleção de tirar o fôlego, o local está na história como o primeiro museu nacional gratuito do mundo. Conheça!

Letícia Yazbek Publicado sexta 5 fevereiro, 2021

Com uma coleção de tirar o fôlego, o local está na história como o primeiro museu nacional gratuito do mundo. Conheça!
O Museu Britânico, em Londres - Pixabay

O Museu Britânico está localizado em Londres (Inglaterra), no bairro de Bloomsbury. Ele foi fundado em 7 de junho de 1753, depois da aprovação do Rei George II. A primeira exposição do museu abriu ao público em 15 de janeiro de 1759. Ela era baseada na coleção pessoal do médico e cientista Hans Sloane, que vendeu o acervo para o rei pouco antes de morrer. A coleção contava com manuscritos antigos e relíquias do Egito, Grécia e Roma. O Museu Britânico foi o primeiro museu nacional gratuito do mundo.

No século 19, o Museu Britânico conseguiu importantes aquisições, como a Pedra de Roseta e as esculturas do Partenon de Atenas. Novas áreas do prédio foram criadas para abrigar e organizar a coleção. Na década de 1880, o acervo de história natural do Museu Britânico foi transferido para outro prédio de Londres – esse prédio se tornou o Museu de História Natural.

Milhões de peças

A coleção permanente do Museu Britânico possui cerca de oito milhões de peças do mundo inteiro, que contam a história da humanidade desde a pré-história até o presente. Muitos artefatos estão guardados nos porões no museu, devido à falta de espaço para exibição. O prédio conta com 94 galerias, divididas por região e período histórico, como Antigo Oriente Médio, Egito e Sudão e Grécia e Roma. Além do acervo permanente, também há exposições temporárias.

O prédio do Museu Britânico também abriga um restaurante, lanchonete e loja de souvenirs, além do Great Court, a maior praça coberta da Europa, que ocupa o espaço central do edifício.

Conhecer todas as dependências do museu levaria alguns dias, mas é possível optar por tours mais curtos e conhecer os destaques da coleção. O mapa, vendido na entrada, pode ajudar se você estiver com o tempo curto. O museu também oferece tours guiados e áudio guias.

Os destaques

O acervo permanente do Museu Britânico conta com máscaras astecas, moedas do período helenístico, múmias e esculturas egípcias e gregas. Conheça as principais peças do museu:

Pedra de Roseta: Um bloco de granito negro de 1,18 metro de altura do ano 196 antes de Cristo. Ela tem um mesmo texto escrito em grego, egípcio e hieróglifos egípcios. O texto da Pedra de Roseta permitiu que os historiadores decifrassem os hieróglifos, por meio do grego antigo. Aí, foi possível decifrar várias escrituras do Egito Antigo.

Esculturas do Partenon: Esculpidas em 447 antes de Cristo, as peças de mármore faziam parte do Partenon, templo dedicado à deusa grega Atena, em Atenas (Grécia). Elas foram levadas para a Inglaterra no início do século 19.

Peças de xadrez de Lewis: Conjunto de 82 peças de xadrez encontradas na Ilha de Lewis, na Escócia, em 1831. Elas são feitas de dentes de leão-marinho ou baleia e pertencem ao século 13. As peças são um símbolo importante da civilização europeia.

O tesouro de Oxus: É uma coleção formada por 170 peças de ouro e prata – estatuetas, modelos de carruagens e outros objetos. As peças foram encontradas na antiga capital persa de Persépolis (atual Irã) e pertencem aos séculos 5 e 6.

Hoa Hakananai’a: Estátua da Ilha de Páscoa feita de basalto, uma rocha muito rígida. Ela tem 2,5 metros de altura e pesa quatro toneladas. A estátua tem cerca de 1000 anos de idade e foi levada ao Museu Britânico em 1869.

Último acesso: 24 Sep 2021 - 12:33:42 (1092197).