Escola | Escola

Confira 7 curiosidades sobre o trânsito

Já parou para pensar em como funciona o sinal de trânsito? Entenda!

sábado 9 novembro, 2019
Foto:Getty Images

1. Lá atrás

O semáforo foi criado em 1868, pelo engenheiro John Peake Knight, para controlar o tráfego de carruagens e pedestres em Londres (Inglaterra). Era formado por duas lâmpadas de gás que acendiam duas luzes, uma vermelha e uma verde. Em 1912, o norte-americano Lester Wire criou o primeiro semáforo elétrico, feito de uma caixa de madeira com lâmpadas pintadas de verde e vermelho. A luz amarela só surgiu em 1917.

Notícias Relacionadas

2. Lentes modernas

Os semáforos atuais são formados por três lâmpadas cobertas por lentes nas cores verde, amarela e vermelha. Essas lâmpadas são especiais, feitas para durarem mais. Em modelos mais modernos há um conjunto de lâmpadas de LED, bem pequenas, para cada cor.

3. Aparelho escondido

Um dispositivo chamado controlador de tráfego fica localizado dentro de uma caixa metálica, fixada na coluna de sustentação do semáforo. Ele é responsável por conduzir energia elétrica para acender o semáforo e regular o funcionamento das lâmpadas, acendendo e apagando cada uma delas no tempo certo.

4. Como funciona?

O tempo que cada lâmpada fica acesa varia de acordo com o fluxo de carros de cada cruzamento. Outros fatores também são levados em consideração, como a largura da rua, números de carros estacionados e presença de lombadas. A partir disso, técnicos da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) calculam o tempo mais adequado de cada semáforo. Aí, programam os controladores de tráfego para trocar as luzes, conforme o horário e o dia da semana.

Os semáforos inteligentes, mais modernos, são controlados por computadores ligados a câmeras e sensores que detectam o fluxo de veículos. Então, o computador calcula o intervalo em que o semáforo deve operar.

5. Cores de alerta

O verde, amarelo e vermelho utilizados no semáforo são uma padronização internacional. A escolha tem a ver com a percepção que temos das cores: o vermelho costuma ser ligado ao perigo e o verde à tranquilidade. Já o amarelo, sinal de atenção, é a cor intermediária entre o vermelho e o verde. Além disso, as cores dos semáforos precisam ser bem diferentes umas das outras. Já pensou se fossem azul, roxo e marrom? Ficaria mais fácil de as pessoas se confundirem.

6. Em par

Já reparou que a maioria dos cruzamentos conta com dois conjuntos de semáforos? Isso porque, se uma lâmpada de um dos conjuntos queimar, a outra continuará acendendo, evitando acidentes e congestionamentos. Alguns semáforos são equipados com um aparelho chamado no-break, que mantém as lâmpadas funcionando por até duas horas em caso de falta de luz.

7. Vez dos pedestres

O semáforo para pedestres controla a movimentação de pessoas nas faixas de pedestres. Quando o sinal está vermelho para os automóveis, o de pedestres fica verde e indica que é seguro atravessar. Se o sinal vermelho estiver piscando, significa que o tempo em que as pessoas podem atravessar está quase acabando. Esse tempo varia conforme a largura da rua: o pedestre precisa percorrer um metro em, no máximo, 12 segundos.

Letícia Yazbek
Leia Mais:

Assine e Ganhe

FAMOSOS

  1. 1 Nem sempre os livros contam histórias inventadas. Confira cinco sugestões de obras baseadas em fatos reais 5 livros sobre histórias reais
  2. 2 Qual é a importância da música na nossa vida?
  3. 3 Quando usar mais e mas?
  4. 4 5 livros sobre a felicidade
  5. 5 A poluição do plástico no meio ambiente