Recreio
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio
Entretenimento / Minions

Teoria que liga Minions ao nazismo é falsa; Entenda!

A teoria surgiu em 2015, mesmo ano de lançamento do filme solo dos Minions

Redação Publicado em 04/08/2022, às 17h43

Cena de 'Minions 2' - Reprodução/Universal Pictures
Cena de 'Minions 2' - Reprodução/Universal Pictures

Minions, as criaturinhas amarelas que surgiram na franquia ‘Meu Malvado Favorito’, tiveram sua origem revelada em seu primeiro filme solo lançado em 2015, ao mostrar que os divertidos personagens existem desde o período dos dinossauros habitavam a terra.

No entanto, no mesmo ano do lançamento de ‘Minions’, surgiu uma teoria na internet defendendo que, apesar de estarem no nosso planeta há milhares de anos, a inspiração para a criação das figuras animadas veio a partir de eventos traumáticos relacionados a um movimento político nomeado em 1920 como nazismo.

A teoria

A tese que foi amplamente repercutida nas redes sociais, surgiu em 19 de julho de 2015, e apenas dois dias, já acumulava mais de 10.000 buscas no google por “minions nazistas” somente na Espanha, de acordo com informações divulgadas pelo Jornal El País.

O motivo das pesquisas foi a divulgação de uma imagem em preto e branco composta por diversos meninos com capacetes cilíndricos que possuem apenas uma abertura central, elemento que lembra a anatomia dos Minions.

Assim, a característica do capacete foi suficiente para alimentar a imaginação dos amantes de teorias da conspiração, que passaram a compartilhar que a história infantil teria sido inspirada em crianças judias submetidas a experimentos por cientistas nazistas. 

Além disso, a tese defendia que Minions era o termo usado durante aquela época para se referir aos supostos pequenos que passavam pelos testes cienticos. Veja!

No entanto, apesar de ter sido desmentida por Pierre Coffin, o criador dos personagens no cinema, a teoria teve suas afirmações apuradas pelo El País, que explica que, na verdade, a thread que surgiu no Chile é falsa, visto que a fotografia sequer foi tirada no período de ascensão nazista.

O jornal aponta que a imagem foi registrada em 1908 e pertence ao arquivo do Royal Navy Submarine Museum (Museu da Marinha) do Reino Unido, mostrando apenas alguns mergulhadores praticando manobras de resgate.

Além disso, o nome das criaturinhas amarelas nada tem a ver com experimentos cientificos ou com o nazismo, visto que tem origem relacionada a palavra francesa mignon, que pode ser traduzida como lindo, bonito ou fofinho.