Recreio
Entretenimento / Música

Parabéns, Jungkook! Há 24 anos, nascia o Golden Maknae do BTS

Para celebrar a data tão especial, confira 5 curiosidades sobre o Jungkook

Redação Publicado em 31/08/2021, às 18h04 - Atualizado às 18h07

Jungkook, o integrante mais novo do BTS - Divulgação/BigHit Music
Jungkook, o integrante mais novo do BTS - Divulgação/BigHit Music

No dia 1º de setembro de 1997, nascia em Busan, na Coreia do Sul, Jeon Jungkook, o “Golden Maknae” e main vocalist do BTS. Se você é novo no fandom ARMY, celebre os 24 anos do Kookie com cinco curiosidades incríveis sobre ele que você não pode perder. Confira!

1. O início de tudo

Quando estava no fundamental, Jungkook fez uma audição para o programa de sobrevivência coreano “Superstar K3”, onde cantou a música “Lost Child”, da solista IU. Ele acabou não passando no programa, mas acabou recebendo inúmeras ofertas de empresas de entretenimento — incluindo a BigHit, com quem acabou assinando.

2. Cheio de talentos

Não é apenas nos palcos que o maknae do BTS arrasa. Além de cantar e dançar muito bem, Kookie também sabe lutar taekwondo, sabe tocar vários instrumentos, é um ótimo desenhista, além de ser muito bom em videogames.

3. Grupo da 97 line

Jungkook faz parte de um famoso grupo repleto de outros idols que também nasceram no ano de 1997, e sempre estão se encontrando quando possível. Nele, temos: The8, Mingyu e DK do Seventeen, Eunwoo do ASTRO, Bambam e Yugyeom do GOT7, e Jaehyun do NCT.

4. Homem mais lindo do mundo?

Sim! No ano de 2018, Kookie ficou em segundo lugar na lista dos 100 rostos mais bonitos do mundo da TC Candler — e essa não foi a primeira vez. Em 2017, ele foi o 13º colocado da mesma lista.

5. Medo do término do BTS

Durante o documentário Break the Silence, do BTS, Junkook abriu o seu coração e revelou um de seus grandes medos: o fim do BTS. Durante o sexto episódio, o maknae disse o quanto se preocupa sobre o término do grupo e o que ele fará quando estiver sozinho. “E se o BTS se separar de repente? O que eu poderia fazer sozinho? Quando pensei nisso, percebi que não tinha nada. Não há muito que eu possa fazer. Sempre que penso nisso, me preocupo muito. Às vezes, quando estou sozinho, há momentos em que sinto um medo avassalador tomando conta de mim”, comentou.